Pesquisar

SAF sonha com Paulista de Jundiaí na Primeira Divisão dentro de 5 anos



Desde 2009, o Paulista de Jundiaí não disputa nenhuma divisão nacional, e desde 2012 está ausente de competições nacionais. Atualmente, a equipe enfrenta seu terceiro ano consecutivo na última divisão do Campeonato Paulista, que em 2024 corresponde ao quinto nível estadual. No entanto, Pedro Mesquita, executivo da EXA Capital, está otimista quanto ao futuro do clube, projetando sua ascensão à elite do futebol paulista em cinco anos.

Contexto Atual

Mesmo sem ser oficialmente o dono da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Paulista, Pedro Mesquita já concede entrevistas como se tivesse adquirido o clube. Em processo de negociação, ele compartilhou sua visão ambiciosa para o futuro do Paulista, destacando o objetivo de elevar o clube à elite do Estadual e, pelo menos, à Série B do Campeonato Brasileiro dentro de cinco anos.

Entrevista e Visão Estratégica

Em sua segunda grande entrevista, após a coletiva realizada em 14 de junho no salão social do estádio Jayme Cintra, Mesquita detalhou os passos que estão sendo tomados para transformar o Paulista. Atualmente, o processo de diligência está em curso para efetivar a aquisição de 90% das ações do futebol do Paulista pela EXA Capital. Após a conclusão deste período, uma proposta será apresentada ao conselho de administração do clube, que decidirá sobre a venda.

"A gente tem que sonhar alto, mas sem deixar de ser realistas. Essa seria uma meta viável. Futebol é muito subjetivo. Se eu for perfeito, em cinco anos estamos na primeira divisão," afirmou Mesquita.

Diagnóstico e Estratégias

Mesquita e sua equipe estão realizando um diagnóstico aprofundado dos passivos e problemas do clube. "Primeiro você negocia, depois você identifica os passivos para seguir ou não com o negócio," explicou. A escolha de investir no Paulista foi motivada pela história do clube e pela localização estratégica de Jundiaí. "Jundiaí tem uma localização privilegiada e o Paulista tem uma história incrível, mas está em uma condição ruim. Foi um misto de onde está a melhor oportunidade e o desafio de fazer um processo de transformação," disse Mesquita.

Para tornar o clube financeiramente saudável, Mesquita destaca a importância de pagar dívidas, estabelecer metas e orçamentos, investir nas categorias de base e aumentar a receita. Ele cita o exemplo do Palmeiras, cuja base é considerada a melhor do Brasil graças a investimentos significativos no passado.

Perspectiva do Clube

Rodrigo Peternelli Alves, presidente do Paulista, também comentou sobre a SAF e a negociação com a EXA Capital. "O que despertou interesse nos investidores é a oportunidade de negócio em um clube com estrutura e projeção de sucesso, que hoje se encontra em baixa, mas com uma injeção financeira e administrativa tem tudo para voltar para a elite estadual e nacional," declarou. Peternelli ressaltou a importância da transformação do clube em SAF, aprovada em 2022 pelos sócios, como a melhor estratégia para um crescimento sustentável a longo prazo.

Futuro Promissor

Os planos de Pedro Mesquita para o Paulista trazem uma nova esperança para os torcedores, que desejam ver o clube novamente forte no cenário estadual e nacional. A transformação para SAF pode ser o caminho para revitalizar o clube, que já foi motivo de orgulho para a cidade de Jundiaí. Com uma visão clara e estratégias bem definidas, o futuro do Paulista parece promissor.

Conclusão

O Paulista de Jundiaí enfrenta desafios significativos, mas com a potencial aquisição pela EXA Capital e a transformação em SAF, há uma nova perspectiva de crescimento e sucesso para o clube. A dedicação de Pedro Mesquita e sua equipe em resolver os problemas atuais e investir no futuro pode ser o impulso necessário para levar o Paulista de volta à glória.

Leia Também