Pesquisar

Delegado Afirma que Suspeito de Feminicídio Estava Escondido na Casa de Parentes



Em uma entrevista ao Jornal de Jundiaí, o delegado José Ricardo de Arruda Marchetti, da Polícia Civil de Itupeva, revelou detalhes sobre a captura de Adriano Santos Santana, de 39 anos. Adriano, pré-candidato a vereador em Itupeva, foi preso nesta quarta-feira (10) na cidade de Itabuna, na Bahia. Ele é o principal suspeito da morte de sua esposa, Barbara Santos Tranquilli Santana, de 33 anos.

Segundo o delegado Marchetti, Adriano estava escondido na casa de familiares desde o crime, ocorrido na noite de 26 de junho, na estrada do Pica-pau, no bairro Santa Júlia, em Itupeva.

O crime foi registrado pelas câmeras de monitoramento da cidade. As imagens mostram Adriano jogando o carro contra a motocicleta de Barbara. Após o impacto, Barbara se levantou e tentou fugir, mas foi perseguida por Adriano, que a alcançou e a atacou com oito golpes de faca.

Barbara foi socorrida pela equipe do Serviço de Atendimento Emergencial (SAE), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu antes de chegar ao Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Itupeva.

Adriano estava foragido desde o dia seguinte ao crime. Na noite do ocorrido, ele contatou uma parente, admitindo a autoria do assassinato e pedindo que ela fosse buscar os dois filhos do casal, que estavam em casa no momento do ataque.

Leia Também