Pesquisar

Jundiaí inicia a oferta de fitoterápicos na rede municipal de saúde



A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) inicia, nesta semana, a distribuição do primeiro fitoterápico incluído na lista de medicamentos ofertados pelo Município. A Valeriana officinalis, conhecida somente como Valeriana, será disponibilizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínicas da Família.

“Os fitoterápicos são medicamentos feitos com plantas medicinais, que passam pelo processo de industrialização, com padronização da quantidade dos compostos e da dosagem. O uso tem crescido cada vez mais no País, devido aos benefícios no tratamento de diversas doenças. Em Jundiaí, a Comissão de Farmácia e Terapêutica optou por iniciar com a inclusão da Valeriana na área da saúde mental, por ser uma planta de uso tradicional, ou seja, bem conhecida pela população”, explica a coordenadora da Assistência Farmacêutica da UGPS, Ana Cláudia J. Rodrigues.

A Valeriana atua no Sistema Nervoso Central (SNC) exercendo um leve efeito calmante, além de auxiliar na regularização dos distúrbios do sono. A prescrição será efetuada pelo médico da Rede de Atenção à Saúde e a dispensação ocorrerá somente mediante a apresentação de receita médica. Na última segunda-feira (17), profissionais da saúde receberam informações sobre a novidade.

“A nossa rede tem como diferencial o cuidado integral. Estamos, cada vez mais, ampliando a oferta das Práticas Integrativas e Complementares (PICs), que comprovadamente auxiliam na recuperação e na promoção da saúde. O acesso aos medicamentos fitoterápicos integra as PICs e vem para somar, sendo uma alternativa terapêutica que atende às demandas da população. Em breve, teremos a inclusão de um segundo medicamento e, a cada ano, a expectativa é acrescentar novos fitoterápicos à Relação Municipal de Medicamentos (Remume), sempre baseados em critérios de segurança e eficácia”, ressalta o gestor de Promoção da Saúde, Tiago Texera. “Em Jundiaí, a saúde avança a partir de várias ações”, acrescenta.

Rede

Em todos os serviços da Atenção Básica, ocorre a oferta de PICs como auriculoterapia, meditação, práticas corporais, artesanato, dança circular, Lian Gong e alongamento. Também está em expansão a implantação de Jardins Terapêuticos, espaços que contam com ervas medicinais e que possibilitam, a partir de oficinas, a troca de conhecimentos entre o popular e o científico, juntamente com a divulgação da maneira correta de utilizar as plantas para obter o efeito desejado na saúde.

Para participar das práticas, basta o usuário procurar a unidade de referência para se informar sobre a programação.

Leia Também