Jovem que matou pai GCM de Jundiaí disse que planejou crime por herança

 Um jovem de 16 anos, morador do bairro Jaguara em São Paulo, foi detido na noite de domingo (19) após confessar um crime chocante. Ele admitiu ter planejado e executado o assassinato de seus pais e irmã, com a intenção de herdar os bens da família.


O pai do adolescente, Isac Tavares dos Santos, era um respeitado guarda municipal em Jundiaí. O jovem revelou a um oficial graduado da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ), que acompanhou o caso, que vinha planejando o crime há pelo menos dois anos. Ele estava furioso com os pais por terem confiscado seu computador e celular após discussões familiares.

O adolescente, ciente de que, sendo menor de 18 anos, não ficaria detido por mais de três anos, planejou que, ao ser liberado, os bens da família seriam dele. Ele relatou que cometeu os assassinatos na sexta-feira, continuou sua rotina normalmente durante o fim de semana, inclusive indo à academia e pedindo uma pizza no domingo, antes de finalmente se entregar à polícia.

A GMJ, ao tomar conhecimento do caso, enviou representantes para acompanhar o registro da ocorrência. A corporação, juntamente com a Unidade de Gestão de Segurança (UGSM), expressou seu pesar pelo ocorrido e se comprometeu a prestar todo o apoio necessário à família do guarda municipal. Isac Tavares dos Santos, que tinha 57 anos, era conhecido por sua dedicação e prestimosidade. Ele serviu na GMJ desde 2012 e estava lotado no destacamento Florestal.

Postar um comentário

0 Comentários

Leia também