Ex-vocalista dos Raimundos e esposa denunciam abusos de pastores em igreja antiga

 Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda Raimundos, e sua esposa, Alexandra Abrantes, denunciaram abusos que sofreram enquanto frequentavam uma igreja em Balneário Camboriú, Santa Catarina, há 13 anos. O desabafo ocorreu no Instagram, onde Rodolfo compartilhou os “traumas que demoram demais para curar e ainda doem” após a experiência na igreja1.


O caso veio à tona após antigos fiéis relatarem nas redes sociais que pastores da igreja Bola de Neve desviaram recursos, incluindo dízimos e ofertas dos membros, para benefício próprio. Com mais de 1 milhão de seguidores, Alexandra expressou sua indignação com a antiga igreja, na qual congregou de 2004 até 2011. Ela mencionou que a pastora local causou “feridas na alma” que ainda carrega. Além disso, Alexandra lamentou ter influenciado outras pessoas a frequentarem essa igreja, que, segundo ela, “nada tem de Cristo” e está envolvida em manipulação e controle de pessoas2.

Rodolfo também revelou que foi acusado de “caloteiro” pelos dirigentes da igreja, alegando que ele tinha uma dívida com o selo Bola Music. No entanto, essa acusação foi desmentida por meio de uma prestação de contas realizada no final de 2022. Ele enfatizou que não deve absolutamente nada e que sua preocupação está nos abusos emocionais que sua esposa sofreu durante o tempo em que frequentaram o ministério. Apesar das dificuldades, o casal sobreviveu e carrega cicatrizes dessas feridas1.

Em um desabafo complementar no Instagram, Rodolfo esclareceu que há 13 anos eles se desligaram desse ministério e não compactuam com nada que tenha sido feito pela liderança desde 2011. Ele também mencionou ter sido “cancelado” por pastores que eram seus amigos e teve suas músicas proibidas de serem tocadas em cultos1. É uma situação complexa e dolorosa, mas é importante que esses abusos sejam expostos para que outros fiéis possam estar cientes e tomar decisões informadas sobre suas crenças e comunidades religiosas.

Postar um comentário

0 Comentários

Leia também