Corpus Christi: tapete com meia tonelada de serragem será montado dia 30, no Eloy Chaves

Na próxima quinta-feira (30), feriado de Corpus Christi, a tradição do tapete confeccionado por voluntários da Paróquia São João Bosco, no Eloy Chaves, completará 36 anos. Desde 1988, a comunidade se mobiliza para levar fé e devoção às ruas do bairro. A solenidade faz parte do Calendário de Eventos de Jundiaí.



Para a montagem dos 400 metros do tapete na avenida Carlos Veiga, a partir das 6h30 do dia 30, são necessários meia tonelada de serragem, borra de café, gesso em pó e areia fina colorida, entre outros itens usados. O trabalho é dividido por 11 equipes, totalizando aproximadamente 100 pessoas. 

“Poder celebrar o Corpus Christi e acreditar a nossa fé na Santíssima Eucaristia é um momento de muita alegria e festa para nós. Este trabalho voluntário une famílias inteiras e ainda nos dá a oportunidade de ajudar outras famílias, com as doações de cobertores e agasalhos que pedimos para o Fundo Social de Solidariedade”, destacou o pároco, padre Michael Henrique dos Santos.

As doações para a Campanha de Inverno podem ser entregues na paróquia. As caixas preparadas para receber os itens (blusas, cobertores, agasalhos, meias, toucas e luvas) permanecerão na igreja do Eloy Chaves durante todo o período da iniciativa.

Celebração - A solenidade de Corpus Christi na Paróquia São João Bosco terá início às 15h30, com a celebração eucarística na igreja, seguida de procissão pelas ruas do bairro. O encerramento acontece na sede da AMO (Associação de Moradores do Eloy Chaves).

No ano passado, pelo menos 5 mil pessoas participaram do Corpus Christi, entre paroquianos, moradores da região e voluntários que trabalham no evento (confecção dos tapetes, celebração e procissão).

História - Em 1988, o padre à época fez um desafio aos paroquianos para que o tapete – que até então era feito na igreja – fosse levado para as ruas do Eloy Chaves. Em abril de 2012, a celebração passou a fazer parte do Calendário Municipal de Eventos por meio da lei 7.852, proposta pela ex-vereadora Ana Tonelli.

Para a Igreja Católica, a prática do tapete remete à acolhida de Jesus na chegada a Jerusalém, quando as pessoas cobriram as ruas com ramos e mantos. Já o Corpus Christi celebra o Corpo de Cristo, simbolizado na missa católica pela hóstia consagrada.

Postar um comentário

0 Comentários

Leia também