Pesquisar

Emigração Brasileira na última década: cresce oportunidades nos Estados Unidos



Nos últimos anos, a emigração brasileira tem alcançado níveis sem precedentes, impulsionada por desafios econômicos internos e o anseio por melhores perspectivas de vida no exterior. Durante o período de 2012 a 2022, mais de 2,6 milhões de brasileiros deixaram o país em busca de novas oportunidades, destacando-se os Estados Unidos, onde cerca de 1,9 milhão residem atualmente, com projeções sugerindo que esse número pode ultrapassar mais de 2 milhões até o final de 2024. Essa migração em massa reflete não apenas a busca por melhores condições econômicas, mas também o reconhecimento do potencial de crescimento pessoal e profissional nos EUA.

Phillip L. Swagel, Diretor do Congressional Budget Office (CBO), enfatiza a importância da imigração para o crescimento econômico dos Estados Unidos, prevendo um aumento de 5,2 milhões na força de trabalho americana até 2033, com os imigrantes qualificados desempenhando um papel significativo nesse desenvolvimento. Essas mudanças têm impulsionado o Produto Interno Bruto (PIB) e aumentado as receitas fiscais, gerando benefícios econômicos consideráveis.

Dados recentes do Departamento de Imigração Americano destacam a crescente demanda por profissionais qualificados, principalmente nas áreas de ciências, saúde, tecnologia e engenharia. Dr. Vinicius Bicalho, fundador da Bicalho Consultoria Legal, ressalta o aumento significativo na busca de brasileiros pelos Estados Unidos, com cerca de 90% dos casos atendidos envolvendo profissionais altamente capacitados e com vasta experiência no mercado brasileiro.

As estatísticas mais recentes apontadas pelo Ministério das Relações Exteriores indicam que, dos 4,5 milhões de brasileiros vivendo legalmente no exterior, 45% escolheram a América do Norte, com destaque para os Estados Unidos. "Estamos testemunhando um momento singular para os brasileiros em busca de oportunidades profissionais", destaca o Dr. Vinicius, refletindo uma década de mudanças e progresso na migração brasileira rumo aos Estados Unidos. "Observamos um crescimento notável em diversas áreas, como na odontologia, onde a proporção de dentistas para a população é de 60 profissionais para cada 100 mil habitantes. Esse cenário é agravado pela aposentadoria de profissionais experientes e pela escassez de novos dentistas no mercado nos EUA. Além disso, no país, os salários são mais atrativos, o que tem impulsionado, segundo levantamentos, um aumento de 480% nos pedidos de green cards por parte dos dentistas brasileiros".

Economistas americanos defendem uma política de imigração mais liberalizada, argumentando que é essencial para o crescimento da força de trabalho e como um amortecedor contra a inflação, ao aumentar a oferta de trabalhadores. A contribuição dos imigrantes qualificados é fundamental, enriquecendo a diversidade cultural, impulsionando a inovação e o desenvolvimento econômico.

"A emigração brasileira nos últimos anos tem se direcionado cada vez mais para os Estados Unidos, impulsionada pela busca por melhores oportunidades e pelo crescente reconhecimento do valor que os imigrantes acrescentam às novas comunidades. Essa tendência reflete uma mudança notável no perfil dos brasileiros que buscam oportunidades nesse país. Enquanto antes predominavam casos de indivíduos em busca de seus sonhos de forma independente, hoje, 85% dos clientes atendidos por nossa consultoria para os EUA envolvem famílias, compostas por 4 pessoas ou mais", destaca o Dr. Bicalho.

Notícias Relacionadas