Pesquisar

Ministério Público Investiga Ações de Jundiaí Contra Surto de Dengue Após Primeira Morte



O Ministério Público está investigando a resposta da Prefeitura de Jundiaí, São Paulo, ao surto de dengue, após a morte de uma mulher de 60 anos, moradora da Vila São Sebastião, que faleceu em 9 de março de 2023. Ela procurou ajuda médica em 4 de março e tinha outras condições de saúde. Esta foi a primeira morte pela doença na cidade no ano.

Sob a liderança do promotor Rafael de Oliveira Costa, a investigação solicita que a prefeitura explique, em até 30 dias, as medidas preventivas contra o mosquito Aedes aegypti e como os profissionais de saúde estão sendo preparados para identificar sintomas da dengue.

O inquérito foi motivado pela alta incidência de dengue, com mais de 300 casos por 100.000 habitantes, sugerindo um risco de saúde pública. Contudo, não foi decretado estado de emergência pela prefeitura.

Com cerca de 2.200 casos confirmados e um segundo óbito sob investigação, a prefeitura ampliou o horário de funcionamento de três Unidades Básicas de Saúde (UBSs) - Jardim do Lago, Ivoturucaia e Jardim Tamoio - para atendimento das 8h às 17h durante o feriado de Páscoa, buscando frear a propagação da doença.






Notícias Relacionadas