Pesquisar

Passageiro morre durante voo com ministros do governo Lula para a Etiópia


Durante um voo que transportava ministros do governo Lula para a Etiópia, na madrugada desta quinta-feira, 15, um passageiro veio a falecer após manifestar mal-estar, conforme informações obtidas pela coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo, através da Ethiopian Airlines.

Os ministros presentes no voo incluíam Vinicius Marques de Carvalho (Controladoria-Geral da União), Anielle Franco (Igualdade Racial), Wellington Dias (Desenvolvimento Social) e Silvio Almeida (Direitos Humanos), enquanto a identidade do passageiro falecido não foi divulgada.

Testemunhas relataram que o passageiro começou a sentir-se mal, emitindo gritos e tentando abrir a porta do avião durante o voo. Após ser contido, ele sofreu convulsões e acabou falecendo.

O incidente ocorreu durante a primeira metade da viagem, que durou mais de dez horas. Embora a Ethiopian Airlines não tenha especificado a nacionalidade do passageiro, esclareceu que ele não era brasileiro.

Em uma nota enviada à coluna do jornal, a companhia aérea afirmou não estar autorizada a fornecer informações pessoais, como nome ou causa da morte, e assegurou que todas as medidas necessárias foram tomadas.

Notícias Relacionadas