Mulher registra duas denúncias de agressão antes de ser encontrada morta em Itupeva; marido é preso

Compartilhe!


Em Itupeva, São Paulo, uma tragédia familiar ganhou as manchetes após a morte de uma mulher de 51 anos na madrugada do último domingo. A vítima, anteriormente, já havia acionado as autoridades contra seu esposo, de 42 anos, por agressões em duas ocasiões distintas, nos anos de 2016 e 2019. Estes registros foram formalizados como casos de violência doméstica. O marido, agora detido sob suspeita de homicídio, enfrentou a justiça, que determinou sua prisão preventiva após uma audiência de custódia realizada na segunda-feira seguinte ao incidente.

A relação entre a vítima, Roseni Moreira Fernandes, irmã do vereador de Vinhedo, Pastor Léo Fernandes, e o acusado, era marcada por um histórico de violência. De acordo com informações da polícia, em uma das denúncias, o processo foi interrompido, enquanto o outro evoluiu para um inquérito policial, ainda em aberto até o ocorrido.

A noite do crime foi relatada pelo suspeito como um acidente doméstico. Ele alegou ter solicitado assistência médica, informando que sua esposa teria sofrido uma queda que resultou em sua inconsciência. No entanto, as lesões observadas pelos profissionais médicos não condiziam com a narrativa apresentada, levantando suspeitas sobre a real causa da morte. A Polícia Militar foi acionada após estas observações.

Segundo a versão do marido, ambos haviam consumido álcool e, durante a noite, a vítima se dirigiu à cozinha, onde teria tropeçado e batido a cabeça. Ele afirmou ter tentado reanimá-la com água no chuveiro e, sem sucesso, a colocou para descansar em um colchão, instruindo seu filho de oito anos a buscar ajuda. O socorro foi chamado horas depois do suposto acidente.

Investigações preliminares na residência não identificaram vestígios de sangue no local indicado pelo suspeito. Ele alegou ter limpado e trocado as roupas da esposa antes do atendimento médico. Outra testemunha, um filho de 22 anos da vítima, relatou que o irmão mais novo presenciou uma discussão entre o casal antes do incidente, acrescentando que ao tentar ajudar, foi informado pelo pai que sua mãe já havia falecido.

O sepultamento da vítima ocorreu na manhã de segunda-feira, no Cemitério Municipal de Vinhedo, encerrando um capítulo doloroso desta história familiar marcada por violência doméstica e suspeitas de homicídio. A investigação continua, buscando esclarecer as circunstâncias que levaram à morte de Roseni Moreira Fernandes. 

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas