A importância da cultura para o desenvolvimento da sociedade

Compartilhe!

 


Para você, qual a importância da cultura para o desenvolvimento da sociedade? Parece o tipo de questionamento que nos era feito quando estávamos no ensino fundamental, e nos instigavam a entender a definição das coisas. E realmente, acho que viver é sempre nos questionarmos o sentido daquilo que nos cerca.

Para o mestre Paulo Freire, cultura é tudo aquilo que uma sociedade tem como costumes, hábitos, e formas de expressão, tudo aquilo que passa de geração a geração:

Todos os povos têm cultura, porque trabalham, porque transformam o mundo e, ao transformá-lo, se transformam. A dança do povo é cultura. A música do povo é cultura, como cultura é também a forma como o povo cultiva a terra. Cultura é também a maneira que o povo tem de andar, de sorrir, de falar, de cantar, enquanto trabalha. Cultura são os instrumentos que o povo usa para produzir. Cultura é a forma como o povo entende e expressa o seu mundo e como o povo se compreende nas suas relações com o mundo. Cultura é o tambor que soa pela noite adentro. Cultura é o ritmo do tambor. Cultura é o gingar dos corpos do povo ao ritmo dos tambores (FREIRE, 1982, p.83-84). (p. 10).


A partir dessa citação, fica evidente o quanto a cultura define um povo, sua história, suas conquistas, e também suas derrotas. Por exemplo, ao invadirem a África, os colonialistas Europeus pregavam que todo um povo não possuía cultura, para prolongar ao máximo toda a exploração que operaram, tentaram destruir a identidade cultural, tentaram, e por muito tempo conseguiram apagar a cultura de um continente, dizendo a eles e ao mundo, que aquele local não possuía humanidade. O resultado disso? Bom, acho que você já ouviu falar na palavra “racismo”, não é mesmo?

Mas esse não é o tema do texto, não desse aqui.

Foi através da busca pelo conhecimento, pelas artes, que a humanidade deu grandes saltos de evolução e civilidade, foi também através desses mecanismos que foi possível estudar o nosso passado e entender de onde viemos, quem somos e o que desejamos nos tornar. E é através da educação que se pode implementar um processo sociocultural que permita a sociedade a superar desigualdades sociais.

 

 Cada fase histórica do ensino brasileiro vai refletir a interligação destes fatores: a herança cultural, atuando sobre os valores procurados na escola pela demanda social de educação, e o poder político, refletindo o jogo antagônico de forças conservadoras e modernizadoras, com o predomínio das primeiras [...]. (ROMANELLI, 2003, p. 19)

A educação e as relações sociais estão profundamente ligadas à cultura, pois à medida que uma sociedade se transforma culturalmente e ideologicamente, a forma de aprendizado e as relações sociais passam por transformações. Muitas dessas mudanças podem gerar melhorias sociais e até mesmo políticas, mas quando o acesso à cultura é reduzido ou cortado, o povo fica carente de pensamento crítico, afinal, um povo que não tem ciência de que merece mais conhecimento, mais lazer, até mesmo mais diversão, irá continuar a ser explorado sem questionar.


Ainda citando Paulo Freire, ele diz que o ser humano não pode ser um mero depósito de conteúdos, mas que precisa problematizar suas relações com o mundo. E como é possível termos pensamento crítico ou realizarmos mudanças sociais, se não há viabilização para isso?

 

 Bem é sabido que saúde, educação e saneamento são direitos básicos de uma sociedade, mas cultura é educação, é através dela que um sujeito se move, e toda a sociedade evolui.

Em tempos de crise, a cultura é cortada, em tempos de crise, a educação é prejudicada, mas o que pode ter gerado a crise? Muito provavelmente a falta de cultura, o olhar ganancioso que não olhou para o povo e se fez parte dele.

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas