Pesquisar

Caso Ana Hickmann - Prefeitura de Jundiaí realizará ações de combate à violência doméstica, de 21 de novembro a 8 de dezembro



A enorme repercussão do caso de violência doméstica sofrida pela modelo e apresentadora Ana Hickmann, ocorrida no último sábado, dia 11, lamentavelmente é apenas mais um entre tantos outros. E em todo o país o número de novos casos não para de crescer. De acordo com levantamento do “Poder Judiciário na aplicação da Lei Maria da Penha”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os tribunais estaduais registraram um aumento de aproximadamente 40% de novas ocorrências de violência contra as mulheres, em 2022.

 

Como a informação e conscientização são algumas das principais armas de combate à violência doméstica, na cidade de Jundiaí, em São Paulo, a prefeitura vai realizar do dia 21 de novembro a 8 de dezembro uma série de atividades, debates e discussões sobre o tema. Presente em mais de 60 países, a ação faz parte da iniciativa mundial “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher” e reunirá servidores, representantes de Conselhos Municipais e membros da sociedade civil.


Segundo a Assessora de Políticas para as Mulheres, Gabriela Campos, a atuação para o desenvolvimento de ações que fomentam o combate à violência contra a mulher é algo muito frequente da administração e segue uma diretriz do prefeito Luiz Fernando Machado. “As ações visam trazer discussões contemporâneas sobre o tema e serão dias para compartilhar conhecimento e agir com foco na prevenção à violência. Vale lembrar que a violência não é só física, mas também psicológica, sexual, moral e patrimonial”, comenta.


“Como identificar a violência contra a mulher”, “quais são os tipos de violência e como denunciá-los”, “da violência cotidiana ao feminicídio: o que é preciso reconhecer” e “discursos e frases do cotidiano que normalizam a violência” são alguns dos pontos que serão abordados nos encontros. A programação completa está disponível no site da prefeitura.

Notícias Relacionadas