Investigação em Jundiaí mira lojas de veículos suspeitas de adulterar quilometragem

Compartilhe!


A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí intensifica suas atividades para desmascarar concessionárias e revendas de automóveis da região que possam estar envolvidas em uma operação ilícita de manipulação de odômetros. Um chaveiro já foi detido no começo do mês por ser o principal executor das fraudes. A autoridade policial aguarda agora os resultados da análise técnica nos dispositivos apreendidos, incluindo o telefone móvel do suspeito e o equipamento utilizado para alterar os contadores de quilometragem nos veículos.

Marcel Fehr, o delegado responsável pelo caso, afirmou que os objetos recolhidos são fundamentais para o prosseguimento das investigações. O foco é identificar outros envolvidos e estabelecimentos que possam ter se beneficiado da adulteração de odômetros.

Durante um período de monitoramento de cerca de um mês, a DIG identificou e observou várias atividades suspeitas. Em um dos episódios, agentes seguiram um veículo até uma loja localizada na região do Caxambu. No dia 4 deste mês, os investigadores presenciaram um veículo Fiat/Palio em ação, o que resultou na detenção do chaveiro e de um cliente no local.

Ambos foram levados à sede da DIG e autuados por tentativa de estelionato. A consumação do crime só ocorreria caso um carro fosse efetivamente vendido com a quilometragem adulterada. A fiança estabelecida foi de três salários mínimos para cada um dos envolvidos, quantia que foi paga, permitindo que os suspeitos respondam ao processo em liberdade.

O objetivo aparente das fraudes seria aumentar o valor de revenda dos veículos, tornando-os mais atraentes aos potenciais compradores. As investigações continuam para determinar o alcance e a complexidade deste esquema de fraude.

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas