Homem é condenado a 26 anos de prisão pelo assassinato da ex-namorada em Jundiaí

Compartilhe!

 Na última sexta-feira (1º), o Tribunal de Júri de Jundiaí, São Paulo, tomou uma decisão que marcará a justiça na região. Raimundo Lázaro Silva de Oliveira Silva, homem denunciado por homicídio e tentativa de homicídio, foi condenado a 26 anos de prisão após os terríveis eventos que ocorreram em novembro de 2022.

O caso envolve a ex-companheira de Raimundo e seu ex-namorado, ambos vítimas de sua ira implacável. O Promotor Klaus Negri Costa, responsável pelo processo, defendeu com sucesso a tese de que os atos do réu foram motivados por motivo fútil e dificultaram gravemente a defesa das vítimas.

Segundo o promotor, Raimundo Lázaro Silva de Oliveira Silva não aceitou o fim do relacionamento e ignorou uma medida protetiva, passando a seguir sua ex-companheira e o ex-namorado dela em um carro. O resultado final aconteceu quando ele tentou atirar contra ambos, mas sua arma travou.

Posteriormente, Raimundo encontrou sua ex-companheira, abordou de maneira violenta, e a prensou contra um portão. Foi nesse momento que ele efetuou dois tiros brutais, um atingindo o rosto e outro o peito da vítima.

O jornal de 26 anos de prisão reflete a gravidade desses crimes chocantes e serve como um lembrete de que a justiça está vigilante e específica para proteger as vítimas de violência doméstica. Esse caso também destaca a importância das medidas protetivas e da atuação incansável da Promotoria na busca por justiça e segurança para as vítimas de crimes tão cruéis como esse.

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas