Chaveiro é Preso em Jundiaí por Adulteração de Quilometragem em Veículos"

Compartilhe!


No Centro de Jundiaí, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) realizou a prisão de um chaveiro sob a acusação de adulterar a quilometragem dos veículos, reduzindo-a para estacionamentos que realizam vendas de automóveis usados. A ação foi conduzida pelos policiais da DIG, sob a supervisão do delegado Marcel Fehr.

De acordo com informações do delegado, a equipe da DIG recebeu uma denúncia há aproximadamente um mês e passou a monitorar as atividades de um chaveiro localizado no Centro da cidade. A pedido de proprietários de estacionamentos, o suspeito alterava a quilometragem dos veículos, com o objetivo de induzir os compradores a acreditarem que estavam adquirindo veículos com menos quilômetros rodados, aparentando serem mais novos.

Durante a operação de vigilância, os agentes testemunharam algumas dessas atividades e seguiram um dos carros que estava diretamente a caminho de uma loja na região do Caxambu. Na segunda-feira, enquanto continuavam a monitorar a situação, os investigadores observaram um Fiat/Palio, com placas de Franco da Rocha, chegando e iniciando o procedimento clandestino. Os policiais agiram com a certeza do delito e realizaram a abordagem. Tanto o chaveiro quanto o condutor do veículo confessaram informalmente sua participação no crime, visto que os instrumentos utilizados para a adulteração estavam presentes no carro.

Na sede da DIG, localizada no Anhangabaú, a dupla foi autuada em flagrante por tentativa de estelionato. O crime só se concretizaria se algum cliente comprasse o veículo com a quilometragem adulterada, menor do que a real. Foi estabelecida uma fiança, que foi paga, permitindo que os acusados respondam ao crime em liberdade, uma vez que a pena prevista é inferior a quatro anos. Todos os cinco instrumentos usados para a fraude foram apreendidos, bem como o veículo em questão e o telefone celular da dupla. O celular será submetido a investigações adicionais para identificar outras pessoas envolvidas no esquema de fraude, assim como estabelecimentos e veículos que foram afetados pela adulteração da quilometragem.

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas