Defesa Civil alerta sobre altas temperaturas e baixa umidade do ar

Compartilhe!

Nesta semana, a previsão meteorológica é de altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar para o Estado de São Paulo. Com a vigência da Operação Estiagem, a Defesa Civil de Jundiaí alerta a população para a necessidade de manter-se hidratado e aos riscos de queimadas na vegetação. Os próximos dias devem registrar as maiores temperaturas do ano.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, coronel João Ozório Gimenez, há alerta para todo o Estado de São Paulo entre esta terça-feira (22) e sexta-feira (25). A atuação
de uma forte massa de ar quente e seca provocará o aumento expressivo nas temperaturas e
queda significativa nos índices de umidade presente no ar, nas Regiões de Campinas, em que Jundiaí está inserida, e Sorocaba.

“Para a região, as temperaturas máximas devem chegar em até 36°C no período vespertino. Se concretizando, essa será a maior temperatura do ano. Até então, as maiores não ultrapassaram os 33°C, nos meses de janeiro e fevereiro. Além disso, a Umidade Relativa do Ar deve cair significativamente à tarde, aumentando o risco para incêndios, principalmente em regiões mais vulneráveis de vegetação seca, por isso a recomendação é de atenção redobrada. Nos centros urbanos, a qualidade do ar deve cair também, por isso é importante sempre se manter hidratado”, alerta o coordenador.

Hidratação é a principal orientação das autoridades, além do abrigo do sol nos horários de pico

Plano de contingência

O Plano de Contingência da Defesa Civil, denominado Operação Estiagem, prevê ações específicas desencadeadas pelo órgão municipal, a partir da situação identificada. O plano está estruturado em quatro níveis, progressivos, conforme a possibilidade de ocorrências de incêndios em coberturas vegetais e danos à saúde da população. A avaliação leva em consideração a umidade relativa do ar (URA), sendo: I – Observação: URA acima de 30%; II – Atenção: URA de 30% até 21%; III – Alerta: URA de 20% até 12% e IV – Emergência: URA abaixo de 12%.

A expectativa da Defesa Civil para essa semana é de que a URA alcance 21% o que coloca a cidade em situação alerta. “A cada alteração de nível, os órgãos competentes realizam ações e orientam a população. Em Jundiaí, a cidade conta com os canais oficiais, as redes sociais e o canal de WhatsApp da Defesa Civil, por onde são encaminhados os boletins.

Competem à Defesa Civil de Jundiaí os seguintes procedimentos operacionais de contingência previstos para os diferentes níveis:

I – Nível de Observação (> URA 30%): a) colher diariamente os dados dos índices de URA do Município e repassá-los à CEPDEC; b) realizar vistorias preventivas em áreas de preservação e de interesse estratégico com alto índice de risco de incêndio; c) realizar plantão permanente durante 24 horas, podendo o seu Coordenador Municipal de Defesa Civil acionar temporariamente servidores de órgãos ou autarquias municipais necessários à prestação de serviços eventuais nas ações de Defesa Civil.

II – Nível de Atenção (URA de 30% até 21%): a) proceder a totalidade dos itens definidos para o nível de observação; b) propor à REDEC a mudança do nível, com base nos índices de URA; c) realizar vistorias de campo nas áreas de risco de incêndio em coberturas vegetais, anteriormente cadastradas; d) transmitir à REDEC as informações resultantes das vistorias de campo e alteração de nível; e) divulgar, por meio dos canais de comunicação do município, avisos à população para: 1) evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas; 2) umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.; 3) sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, como por exemplo, em áreas vegetadas; 4) consumir água à vontade.

III – Nível de Alerta (URA de 20% até 12%): a) proceder a totalidade dos itens definidos para o nível de atenção; b) divulgar, por meio dos canais de comunicação do município, avisos à população para: 1) observar as recomendações do estado de atenção; 2) suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas; 3) evitar aglomerações em ambientes fechados; 4) usar soro fisiológico para olhos e narinas.

IV – Nível de Emergência (< URA 12%): a) proceder a totalidade dos itens definidos para o nível de alerta; e b) divulgar, por meio dos canais de comunicação do município, avisos à população para: 1) observar as recomendações do estado de atenção e alerta; 2) interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc.; 3) suspender qualquer atividade que exija aglomeração de pessoas em recintos fechados, entre 10 e 16 horas; 4) durante as tardes, manter úmidos os ambientes internos, principalmente quartos de crianças, idosos e hospitais.

Fonte / Imagem: Prefeitura de Jundiaí

 

Postar um comentário

0 Comentários

Notícias Relacionadas