Pesquisar

Jundiaí - Mulher que morreu atropelada por moto ainda não foi identificada



Ainda não foi identificada a mulher de aproximadamente 25 anos que morreu na noite deste domingo atingida por uma moto na avenida Antonio Frederico Ozanam, em frente ao Sesc.

Ela teve o óbito constatado no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, para onde foi levada por uma ambulância municipal. Não foram encontrados no cadáver documentos que a identificassem.

Trata-se de uma mulher parda, com aproximadamente 1,60m de altura e 60 quilos, além de cabelos castanhos escuros. O cadáver foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) para passar por exame necroscópico.

De acordo com testemunhas, a mulher teria entrado na frente da moto, dando causa ao acidente. O motociclista também se feriu e precisou ser socorrido pelo resgate do Corpo de Bombeiros.

Fatal

Pelo menos 10 pessoas morreram em acidente de trânsito em Jundiaí entre janeiro e março deste ano. Os dados são os mais recentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo.

De acordo com a pasta, no período também se feriram 141 pessoas no trânsito, sendo 43 em janeiro, 47 em fevereiro e 51 em março. Quanto às mortes, foram duas em janeiro, seis em fevereiro e outras duas em março.

A quantidade de óbitos é praticamente a mesma registrada no mesmo período do ano passado, que fechou o trimestre com 11 deles, sendo duas em janeiro, seis em fevereiro e três em março.


Fonte - ImprensaPolicial


Notícias Relacionadas