Pesquisar

Novo RG começa a valer em março para todos os brasileiros: veja detalhes

 

Brasil – A nova Carteira Nacional de Identidade (CIN), mais conhecida como o novo RG, foi lançada oficialmente em todo o país em 2022, mas devido ao processo de adequação, o sistema de registro começará a gerar novos modelos de documentos de identificação até 6 de março.

Assim, a partir de 6 de março, os cidadãos brasileiros que utilizarem a primeira ou segunda via do documento receberão uma nova carteira de identidade nacional e deixarão de ter acesso ao antigo Registro Geral (RG).

No entanto, com base na informação de que o CIN se tornará o documento oficial dos brasileiros, muitas pessoas se perguntam se é necessário realizar uma troca imediata de documentos ou se há um prazo que permitirá a emissão de um novo modelo de documentos.

É obrigatória a troca de documentos?

Sim! A substituição da RG pelo novo modelo da carteira de identidade nacional será obrigatória para todos os brasileiros até os 60 anos — para os idosos, a antiga tem valor indeterminado.

No entanto, não há necessidade de os brasileiros se apressarem em trocar suas carteiras de identidade, já que o antigo padrão é válido até 2032, ou seja, mais do que suficiente para os brasileiros se estabelecerem e trocarem.

Levar os documentos é fácil, basta ir até a Secretaria de Segurança Pública, ou uma carteira de identidade como a Poupa Tempo ou a unidade do Expresso Sidadan, e apresentar sua certidão de nascimento ou certidão de casamento.

Que alterações estão no novo RG?

O novo modelo de carteira de identidade tem o papel principal de unificar as informações dos brasileiros no CPF – o número do CPF será o número oficial da carteira de identidade.

O novo bilhete de identidade está disponível em duas versões, uma impressa em papel e outra em versão digital acessível a partir de gov.br. O documento possui um código QR que permite a verificação online e offline do documento. A emissão de novos documentos continuará sendo realizada pela secretaria de segurança pública de cada estado, ou seja, para emitir um novo modelo de carteira de identidade, nada mudará.

Uma novidade muito legal do novo RG é a possibilidade de utilizar o documento para viagens ao exterior, levando em consideração a implementação de códigos padrão internacionais.

Esse código é chamado de MRZ (Machine Readable Zone) e é o mesmo usado em passaportes, mas no momento o novo RG só pode ser usado nos países do Mercosul (Argentina, Paraguai, Uruguai).

!-->