Pesquisar

Roubos de veículo em Jundiaí aumentam 49,7%; furtos sobem 31,2%



Roubos de veículo em Jundiaí registrados entre janeiro e setembro deste ano quase já superam todos os boletins de ocorrência elaborados durante os 12 meses do ano passado.

Na comparação dos períodos, o aumento é de significativos 49,7%, o que impacta, principalmente, no sentimento de segurança dos motoristas e o valor cobrado pelas seguradoras.

Neste ano, foram 331 registros de roubos de veículos feitos pela polícia em Jundiaí nos nove primeiros meses do ano. Em todo ano passado, foram 325 boletins de ocorrência e 221 entre janeiro e setembro.

Os dados são os mais recentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, responsável pelas estatísticas criminais dos 645 municípios do Estado.

Neste ano, maio teve a maior quantidade de registros do tipo, chegando a 48. A quantidade não é absoluta, uma vez que, por mais improvável que seja, há proprietários de automóveis roubados que não procuram a polícia para registrar o boletim de ocorrência.

Apenas em janeiro e fevereiro os registros ficaram abaixo de 30 no período, sendo 28 no primeiro mês de 2022 e 27 no segundo, com março sendo responsável por 34 boletins do tipo.

Em abril, por sua vez, foram 31 anotações, com mais 48 em maio, 39 em junho, 33 em julho, 45 em agosto e 40 em setembro. No mesmo período do ano passado, abril teve a maior quantidade de registros, com 31 deles, entre os 221 dos nove primeiros meses do ano.

Furtos

Também foram contabilizados, em 2022, 368 furtos de veículos, ante 280 no mesmo período de 2021. É outro aumento significativo no número de furtos de automóveis (31,4%), revelando que, neste ano, muito mais motoristas tiveram seus veículos levados por criminosos, seja por roubo e furto.

Apesar de não impactar os atuais contratos de seguro, que geralmente são fechados por um período geralmente de um ano, o aumento no número de casos deve refletir um maior custo aos proprietários de veículos em 2023, caso a polícia não haja para tentar conter o que, aparentemente, se trata de uma onde destes tipos de crime.


Fonte - ImprensaPolicial

Notícias Relacionadas