Pesquisar

Motociclista morre após acidente em Jundiaí; em 9 meses, 24 já faleceram

Acidente no km 67 da rodovia Anhanguera, em Jundiaí, matou nesta quarta-feira (19) mais um motociclista. A vítima não teve o nome divulgado e foi atropelada por outros carros após sua moto ser atingida por um carro e ela cair no meio da estrada.

O motorista causador do acidente fugiu do local sem ser identificado. O motociclista, por sua vez, morreu no local. O óbito foi constatado por uma equipe da Concessionária Autoban, que administra o sistema Anhanguera-Bandeirantes.

Condutores de moto foram as principais vítimas de acidente fatais em Jundiaí entre janeiro e setembro deste ano, segundo dados mais recentes do Infosiga, maior banco de dados sobre acidentes mantido pelo Governo de São Paulo.

Dos 57 óbitos no período, 24 foram de motociclistas. Condutores de veículos de quatro rodas vêm logo em seguida, com 15 mortes, além de 12 de pedestres e três de ciclistas. Três óbitos tiveram natureza incerteza, segundo os dados.

Ainda conforme as estatísticas, 40 pessoas morreram no mesmo dia do acidente, enquanto seis faleceram no dia seguinte, sete em até uma semana e quatro em até 30 dias.

Do total de mortes, 77,19% são do sexo masculino e 61,4% estavam na condução do veículo no momento do acidente. Já as vias municipais foram os principais locais dos acidentes, com 47,37%, seguidas por rodovias, com 45,61%. Em 7,02% dos casos, o local é considerado ignorado.

Também foi contabilizada pelo Infosiga a faixa etária das vítimas fatais de acidente, sendo a de 18 a 24 anos com maior número de óbitos (10). Em relação aos meses, junho e julho fecharam com nove óbitos cada (maior quantidade), enquanto que agosto teve a menor (4).


Fonte: Imprensa Policial (20/10/2022)

!-->