Pesquisar

Morre menina de 12 anos que lutava por tratamento de R$ 2,5 milhões para vencer câncer agressivo


Morreu nesta quinta-feira (27)a a dolescente Letícia Maria Neves, de 12 anos,  após travar uma batalha de cerca de um ano contra um câncer agressivo, o Linfoma de Burkitt. Há cerca de uma semana, ela lançou uma campanha de financiamento coletivo para um novo tratamento, que custava cerca de R$ 2,5 milhões. Vários artistas participaram da campanha. As informações são do Portal G1.

O anúncio da morte da adolescente, conhecida como Lelê, foi anunciada pela própria família nas redes sociais. "Nossa Lelê está subindo para os céus nos braços de Jesus. Nossa família pede orações", diz a mensagem.

Segundo a irmã da jovem, Luana Neves, "a doença avançou drasticamente" nos últimos três dias e Lelê não resistiu.

A família é de São Miguel, no interior do Rio Grande do Norte, mas se mudou para Fortaleza este ano para o tratamento da doença. Esses últimos meses ela passou em um hospital especializado em em Curitiba.

A campanha de financiamento de Lelê ganhou força nos últimos dias, com artistas como Tatá Werneck e Paolla Oliveira fazendo campanha para arrecadação do valo. O tratamento, conhecido como Cart T Cell , seria feito, em parte, nos Estados Unidos. Ela já tinha arrecadado quase R$ 500 mil.

A realização do novo tratamento era tida como urgente pela família. Isso porque a adolescente passava pelo seu momento "mais crítico",

Notícias Relacionadas