Pesquisar

Grávida de 8 meses que matou pai e irmão de amante do marido diz que agiu em legítima defesa

 

Reprodução

Bruna Felks, uma mulher de 26 anos e grávida de 8 meses, confessou à polícia ter atirado e matado dois homens, pai e irmão de uma amante do marido dela. Ela se apresentou à polícia nessa segunda-feira (24), alegou legítima defesa e foi liberada enquanto as investigações seguem.

O crime ocorreu no sábado (22), em Terra Nova do Norte, no Mato Grosso do Sul. Em seu depoimento, ela contou que foi até a casa da amante para tirar satisfação do caso e foi agredida pelas vítimas, reagindo usando a arma do marido para se defender.

De acordo com apuração da polícia, na casa da amante, houve discussão e Bruna disparou três tiros em Marcelo de Barros, de 37 anos, que o atingiram no peito e abdômen. Genuir de Barros, pai do rapaz, de 67 anos, tentou intervir e foi atingido com dois tiros no peito. Marcelo chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu, enquanto que o pai morreu no local.

Ela [a gestante] está bastante machucada. Apanhou da mãe e do irmão da amante do marido. Tudo foi uma infelicidade, nada premeditado como alguns meios de comunicação estão divulgando por aí. Toda a investigação está bem no início, mas acreditamos que com os esclarecimentos prestados hoje, a verdade começa a aparecer", disse o advogado de Bruna, Sílvio Eduardo Polidorio.

Com informações do UOL.

Notícias Relacionadas