Lugares que todo roqueiro precisa conhecer no Dia Mundial do Rock

O rock'n'roll é um gênero musical que marcou e ainda transforma gerações, com suas músicas que embalam todo um estilo de vida baseado no enfrentamento do status quo, na subversão e no questionamento das normas vigentes.

 

No dia 13 de julho é comemorado o Dia Mundial do Rock, que, apesar do nome, não é celebrado internacionalmente, apenas no Brasil. Mesmo assim, a data é motivo mais que suficiente para os fãs do estilo de todas as idades visitarem os destinos onde o rock, que tem tudo a ver com atitude e rebeldia, tem mais representatividade e fez história. 


O Conexão123, plataforma de experiências de viagem da 123milhas, maior e-commerce de turismo do Brasil, fala um pouco sobre a história do rock e traz um roteiro com os principais centros de referência quando o assunto é esse gênero musical. São opções nacionais e internacionais. 



A história do rock’n’roll


O movimento do rock foi iniciado na década de 1950, com a mistura de três outros estilos: blues, country e o jazz, que possibilitaram o surgimento do classic rock, a partir de expoentes como Chuck Berry, Little Richard, Elvis Presley e Ruth Brown, considerada uma das pioneiras do rock, segundo pesquisas da americana Leah Branstetter, PhD em musicologia.

 

Assim, através dos anos, muitos outros subgêneros foram se ramificando e encorpando a história do rock, criando o rock psicodélico, o punk rock, o grunge, o heavy metal, e por aí vai. Entre os destaques internacionais de todos os tempos, podemos citar bandas como: The Beatles, Pink Floyd, Led Zeppelin, Queen, The Runaways, Pearl Jam, entre outras. Além de nomes expressivos como Jimi Hendrix, Janis Joplin, Eric Clapton, David Bowie, entre tantos outros. 


No Brasil, a relevância desse estilo musical também é evidente no desenrolar da história nacional do rock. Com Legião Urbana, Raul Seixas, Titãs e muitas outras bandas e artistas. O Conexão123 mostra agora os melhores destinos para quem quer vivenciar a aura de rebeldia do rock pelo mundo e também no Brasil.



 

Inglaterra


Quando se trata da influência europeia, a cena musical do rock inglês é nítida nas ruas das cidades da Inglaterra: rádios, monumentos, museus ou até mesmo no jeito como as pessoas de lá se comportam e se vestem. O estilo de vida sofreu profundas mudanças a partir do alvorecer de feras do rock como The Beatles, Rolling Stones, The Clash, Led Zeppelin, Oasis, The Who, David Bowie, entre tantos outros. 


Abaixo, as três cidades inglesas mais representativas para o rock’n’roll. 



Londres


A capital do Reino Unido foi berço de inúmeros artistas e bandas relevantes para o desenvolvimento do rock enquanto musicalidade e estilo.


Nasceram lá Led Zeppelin, David Bowie e Queen, por exemplo. Os registros da trajetória desses grupos e artistas são marcados em ruas, bares, gravadoras, e por aí vai. Em um roteiro voltado para conhecer melhor a história londrina do rock, é preciso visitar locais como:


• Abbey Road, cenário da icônica capa do álbum dos Beatles em 1969. Chega-se lá de metrô, descendo na estação St John’s Wood e caminhando por cerca de 10 minutos. 

• Bairro de Brixton, onde nasceu o talentoso David Bowie. Lá existe um memorial do artista, localizado ao lado da estação de metrô 10 TunsTall Rd.



São pontos turísticos que qualquer fã de rock deve conhecer durante sua viagem para Londres. Para aproveitar os passeios ao máximo, procure uma hospedagem como a Millennium Gloucester Hotel London Kensington, localizada na Harrington Gardens.



Liverpool


Liverpool é a cidade onde os Beatles nasceram, essa banda de rock internacional que revolucionou o estilo e a indústria musical – e até mesmo a maneira de fazer rock. Assim, o “fab four” é um dos grandes sucessos de todos os tempos, influenciando diversos artistas e bandas a seguirem o gênero musical. 


A cidade fica a uma distância de, aproximadamente, 290 km de Londres e pode ser acessada via carro, ônibus ou trem. Ao visitar Liverpool, pode-se fazer um roteiro centrado em conhecer um pouco mais sobre essa banda que marcou gerações, visitando pontos turísticos como:


• O museu The Beatles Story, dedicado à história da banda.

• Cavern Club, onde foram realizados os primeiros shows do quarteto. Passeio pelo ônibus Magical Mystery Tour, que passa pelos principais pontos da cena musical do destino, como a Penny Lane e os Strawberry Fields, lugares que fizeram parte da história pessoal dos integrantes dos Beatles e inspiraram nomes de músicas da banda, entre outros.


Para se hospedar na cidade, o Liverpool Gateway B&B fica próximo a pontos turísticos, como o Cavern Club, além disso, possui comodidades que possibilitam o maior conforto durante a viagem.



Manchester


A história do rock também passa pela cidade de Manchester, localizada no noroeste da Inglaterra, a cerca de 300 km da capital. Lá nasceram bandas como Oasis, Joy Division e The Smiths. 


Aproveite pontos turísticos voltados para o rock como:


• Salford Lads Club, situado na St. Ignatius Walk, Salford M5 3RX, que ficou conhecido por fazer parte do encarte do álbum “The Queen is Dead”, do grupo The Smiths.

• O prédio da antiga gravadora The Factory, que lançou músicos como Joy Division e New Order, hoje uma casa de shows chamada FAC251, que merece entrar no roteiro.


Durante a estada, uma ótima opção é o Holiday Inn Express Manchester East, localizado na área de Belle Vue. O estabelecimento conta com 97 quartos, equipados para garantir o bem-estar de todo hóspede durante a viagem.



Estados Unidos


Os Estados Unidos são outro destino extremamente importante para a cena musical do rock. Cidades como Seattle, Los Angeles e Nova York foram centros de criação e de produção decisivos para o desenvolvimento desse movimento que conhecemos hoje como rock.



Nova York


Nova York, a cidade que nunca dorme, também transpira rock’n’roll. O local presenciou o alvorecer de bandas como Ramones, Kiss, Blondie, entre outras. Uma das casas que era point dos artistas é o Hotel Chelsea, que abrigou Janis Joplin, Iggy Pop, Bob Dylan, entre outros. Vale a pena a visita. Ele fica situado na 204 W 23rd St. 


Outro ponto turístico que pode ser visitado são os prédios que ficam na 96-98 da St. Mark’s Place, no East Village, em Manhattan, simplesmente porque eles foram capa do álbum Physical Grafitti (1975), da renomada banda Led Zeppelin.

 

Conheça também o Strawberry Fields Memorial, localizado no Central Park. O memorial foi levantado próximo ao edifício Dakota Building, em homenagem à memória de John Lennon, cantor dos Beatles assassinado no local, em 1980. Para conseguir desfrutar completamente o roteiro do rock’n’roll por Nova York, é possível se hospedar no hotel Arlo Midtown, localizado em Manhattan. 



Los Angeles


Los Angeles, na Califórnia, localizada na Costa Oeste americana, de frente para o Oceano Pacífico, é outro expoente do cenário do rock. Lá surgiram bandas como Guns N' Roses, Rage Against the Machine, The Doors, Audioslave, The Wallflowers, The Runaways, entre tantas outras. 

A cultura do rock é percebida facilmente nas ruas e nos pontos turísticos de LA, como: 


• Amoeba Music, uma loja independente de vinis, CDs e outros artigos de grandes bandas de rock.

• Grammy Museum, que conta a história da música em um panorama amplo, o que também inclui o nosso amado rock’n’roll.

• Prédio da Capitol Records, gravadora que foi fundamental para a história do gênero musical.


Para aproveitar todos os pontos da melhor maneira possível, com o máximo de conforto, hospedar-se em um hotel como o Holiday Inn Express Los Angeles Airport faz toda a diferença. São 160 quartos, bem equipados para atender às necessidades dos hóspedes e uma localização privilegiada. 



Seattle 


Localizada no estado de Washington, Seattle foi o berço do grunge, movimento que embalou as rádios, surgindo no fim dos anos 1980 e que teve seu apogeu nos anos 1990. De lá vieram nomes como Alice in Chains, Nirvana, Pearl Jam e Soundgarden, que carregam em suas formações músicos como Chris Cornell, Kurt Cobain, Eddie Vedder e Layne Staley. 


Mas nem só de grunge vive Seattle! Afinal, a cidade é berço de ninguém mais, ninguém menos do que Jimi Hendrix, guitarrista, cantor e compositor que foi um dos pioneiros do rock. Visite:


• Museum of Pop Culture, que traça um histórico do rock no mundo, desde seu início, passando pelo apogeu e chegando aos dias de hoje. Localizado na 325, 5th Ave N. O melhor jeito de chegar lá é de transporte público, o trajeto é descendo na estação de Seattle Center. 

• The Crocodile é outra atração que pode entrar na sua lista para conhecer a cena do rock em Seattle. Trata-se de um clube e casa de shows independentes, que funciona como reduto dos amantes da música, sobretudo do rock. Localiza-se na 2505, 1st Ave.




Hospedar-se no Hotel Nexus, BW Signature Collection é uma ótima decisão. O estabelecimento tem excelente localização e 169 quartos, com todo o conforto para descansar entre os passeios. 



Brasília


“Eduardo e Mônica voltaram pra Brasília”, e só poderiam ter voltado para lá mesmo, já que Brasília, no Distrito Federal, é berço de uma das mais lendárias bandas de rock nacional, a Legião Urbana.


Além da Legião, o local também viu nascer Capital Inicial, Plebe Rude e Raimundos. Assim, existem pontos turísticos que todo amante de rock deve visitar, como:


• Parque Vivencial II, na SQS 104 Sul, lugar onde Os Paralamas do Sucesso moravam.

• Estádio Cave, onde aconteceu o primeiro show da Legião Urbana.

• QG da Plebe Rude (SHIN QI 8, Conjunto 10, Lago Norte).

• SHIS QI 9, Conjunto 20, Lago Sul, casa de um dos integrantes onde surgiu o Raimundos.


Entre as alternativas de onde se hospedar em Brasília, há o OYO Tropical Confort Hotel, que se destaca pelos quartos, que são agradáveis e equipados, e pela localização, a aproximadamente 20 km do Estádio Mané Garrincha e a 12 km do Jardim Botânico de Brasília.


Conexão123, plataforma de notícias e dicas da 123milhas, apresenta conteúdos informativos sobre o turismo no Brasil e no mundo, ajudando os viajantes a decidir e a planejar suas próximas viagens. No site você pode descobrir mais indicações sobre diversos destinos.

Postar um comentário

0 Comentários

Leia também