Jundiaí - Homem em carro roubado leva tiro de raspão na cabeça durante abordagem



Um suspeito foi baleado de raspão da cabeça durante abordagem de policiais militares a dois ocupantes de um veículo roubado. Os disparos foram dados na rua Domingos Piccolo, em Jundiaí, após o homem fazer menção de que puxaria uma arma de fogo.

Segundo a PM, ele estava no banco de carona de um Jetta roubado no Jardim das Tulipas. O veículo já estava sendo procurado por ter sido usado em um roubo de caminhão no dia anterior e dois suspeitos o ocupavam no momento em que policiais militares tentaram fazê-los parar.

Como o condutor resolveu acelerar para tentar despistar a viatura, houve perseguição e pedido de apoio a outros patrulheiros. Durante o acompanhamento, ele entrou sem perceber em uma rua sem saída e, no final, teve de parar.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista desceu com as mãos para cima e parou. Já o passageiro, apesar de mostrar que se renderia pela posição das mãos levantadas, foi andando em direção à equipe, apesar da ordem contrária para que não se movesse. Em seguida, fez um gesto brusco, colocando uma das mãos na cintura.

Imaginando que sacaria uma arma, um dos policiais resolveu atirar. Neste momento, o homem resolveu sair correndo e conseguiu se afastar por alguns metros, ainda com a mão na cintura, como se segurasse algo.

Ele foi alcançado pouco tempo depois. Ainda reagiu à prisão, obrigando os militares a usarem força para algemá-lo. Percebeu-se, neste momento, que ele estava com um ferimento leve na cabeça, provocado pelo disparo que o atingiu de raspão, e por isso o resgate foi acionado para encaminhá-lo ao hospital.

No porta-luvas do carro, foi encontrado um revólver calibre 38, com três cápsulas intactas e três deflagradas. Também foram achados no carro dois pés de cabra.

Já o veículo, conforme apuraram os militares pelo número do chassi, havia sido roubado no Jardim das Tulipas. Para tentar evitar uma possível abordagem, estava com as placas trocadas.

Após receber alta médica, o detido foi apresentado à Polícia Civil junto com o outro abordado. Foi elaborado um auto de prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, receptação e resistência. Ambos também serão investigados pelo suposto envolvimento no roubo do caminhão no dia anterior.

Fonte - Imprensa Policial