Pesquisar

Guarda Civil é morto em própria festa de aniversário por policial bolsonarista

 

Reprodução Twitter

Um Guarda Municipal foi morto após trocar tiros com um agente penitenciário, que também morreu, enquanto comemorava o aniversário de 50 anos com tema do PT e do ex-presidente Lula, na madrugada deste domingo (10), em Foz do Iguaçu (PR).

Segundo informações, Marcelo Arruda estava na companhia de amigos na festa quando o policial federal Jorge José Guaranho chegou ao local gritando “Aqui é Bolsonaro”. Havia cerca de 40 pessoas no local e Marcelo se desentendeu com o homem, que estava com a esposa e uma criança de colo no veículo.

De acordo com o boletim de ocorrência e com testemunhas, ele retornou sozinho depois e a esposa do aniversariante, que é policial, se identificou e ordenou que ele saísse. Ele então sacou a arma e disparou contra Marcelo, que mesmo ferido, revidou. Os dois foram socorridos no hospital mas não resistiram (a polícia informou depois que o agressor não morreu,  mas está internado em estado grave).

Marcelo estava na Guarda Municipal há 28 anos, concorreu a vice-prefeito pelo PT em 2020 e, além da esposa, deixou quatro filhos.

ATUALIZAÇÃO: A polícia retificou a informação e disse que o agente penitenciário Jorge José não morreu, mas está internado em estado grave. 

Notícias Relacionadas