Estranho encontra celular em rio e rastreia dono para devolver fotos sentimentais


Um homem que – ao fazer canoagem para sua despedida de solteiro perdeu seu iPhone em um rio em Gloucestershire – ficou absolutamente surpreso quando, dez meses depois, viu fotos sentimentais da festa postadas no Facebook em um esforço para devolver o telefone ao proprietário.
“Eu estava em uma canoa para dois homens e meu parceiro provavelmente não deveria ter se levantado, e nem é preciso dizer que caímos”, disse Owain Davies, à BBC Radio Gloucestershire . “O telefone estava no meu bolso de trás e, assim que estava na água, percebi que o telefone havia sumido.”
Desapareceu para sempre, já que água e aparelhos elétricos dificilmente se misturam.
Depois de dez meses imerso, outro canoísta, Miguel Pachaco, avistou algo azul na água.
Ao descobrir o iPhone de Davies, algumas pessoas o jogariam fora ou o venderiam para uma loja de conserto de celulares.

Em vez disso, Pachaco, imaginando que haveria memórias e informações importantes no telefone, levou-o para casa, desmontou-o e secou completamente cada componente usando uma linha de ar e um compressor e um armário de ventilação.
De manhã, ele o prendeu a um carregador e boom, ele ligou para revelar uma imagem da página inicial de um lindo casal e uma data marcada há mais de 10 meses.
Pachaco compartilhou fotos do telefone e do protetor de tela em um grupo do Facebook para Cinderford, a cidade por onde o rio passa – elas foram compartilhadas mais de 4.000 vezes.
Eventualmente, amigos de Davies, que já se mudaram para Edimburgo com sua noiva, viram as fotos e o alertaram.
Ele disse à BBC que não podia acreditar que, após dez meses sentado na água, o telefone pudesse não apenas voltar a funcionar, mas que alguém faria um esforço para encontrá-lo.
“Sei que se perder meu telefone, tenho muitas fotos dos meus filhos, sei que gostaria de ter isso de volta”, disse Pachaco à BBC.