Tatuagem no 'tororó' de Anitta não aumentou cachê do tatuador: 'Acham que vou cobrar muito caro'

Segundo matéria do portal G1 em fevereiro de 2021, Anitta publicou em seu canal no OnlyFans um vídeo em que aparece fazendo uma tatuagem na região íntima. Um ano e meio depois, o assunto voltou à tona após um comentário do cantor sertanejo Zé Neto, dupla de Cristiano. O comentário gerou um debate envolvendo cachês e verbas públicas. Mas na outra ponta desse debate está o responsável pela tatuagem no "tororó" da cantora, como ela mesma costuma se referir ao local da tatuagem. Lucas Maffei tem 32 anos, mora no Rio de Janeiro, e ficou sem se manifestar sobre a tatuagem desde que ela foi feita. Mas em entrevista ao g1, ele garantiu que o silêncio não foi um pedido da cantora. "Não, ela nunca falou nada, sempre me deixou muito livre. Nessa questão, não posso falar nada dela, porque ela sempre me deixou muito a vontade e me incentivou, na verdade. Quando saiu o vídeo, ela me mandou mensagem e falou: 'ó, vai sair o vídeo aí'." "Mas foi uma questão mais porque eu não sabia se era um marketing positivo ou um marketing negativo para mim. Eu não queria ser 'o tatuador do tororó da Anitta', queria ser o tatuador, que as pessoas conheçam meu trabalho", conta. "Então fiquei meio assim de fazer esse marketing. E também muito para preservar minha família. É um negócio estranho para minha esposa, para minha filha pequena, então achei melhor dar uma recuada com isso." Casado há 5 anos e com uma filha de 2 anos de idade, Lucas não esconde que a mulher sentiu, sim, ciúme com os comentários gerados após a divulgação do vídeo. "Eu acho que ela se portou muito bem. Óbvio que existe o ciúme porque existem comentários desde aquela época. Ela já está há um ano e meio recebendo essas informações, esses comentários."

Leia também...