"Síndrome do sorriso permanente": a história do bebê que nasceu com uma estranha malformação que afeta sua boca


Ayla Summer Mucha é o nome da bebê que viralizou nas redes sociais devido à estranha anomalia congênita com a qual nasceu, em dezembro do ano passado. A história da criança foi detalhada pelos pais, Cristina Vercher (21) e Blaize Mucha (20), que afirmaram estar "chocados" com o diagnóstico.
A menina foi diagnosticada especificamente com macrostomia bilateral , também chamada de “ síndrome do sorriso permanente ”, uma anomalia congênita que afeta, neste caso, a função de sua cavidade oral.
Em palavras simples, é uma malformação em que as comissuras (ponto de união das bordas de uma abertura) da boca não se fundem da maneira correta enquanto o bebê está no útero, relata Heraldo USA .
Quando descobriram que a boca da filha não era normal, o casal ficou consternado, pois os ultrassons inicialmente não haviam mostrado nada fora do comum.
"Blaize e eu não sabíamos sobre essa condição e não tínhamos conhecido ninguém nascido com macrostomia... Então foi um grande choque ", disse a mãe de Ayla.

A princípio, a mulher achou que a culpa era dela, mas os médicos tiveram o cuidado de avisá-la que não era.
"Tudo o que eu conseguia pensar como mãe era onde eu errei, especialmente quando eu fui tão pedante durante toda a minha gravidez", disse ela.

Os pais da menina estão em negociações para submetê-la a uma cirurgia, já que ela não consegue nem beber leite materno, depois de ter problemas na pega e na sucção.
"Ainda não recebemos as especificações exatas da cirurgia, mas sabemos que envolve um fechamento da pele que deixa cicatrizes mínimas... Os desafios que enfrentaremos após a cirurgia são preocupantes como casal", acrescentou o bebê. mãe.
Por fim, os pais optaram por criar uma conta no Instagram para ela conscientizar sobre essa condição. Nessa linha, os três têm recebido comentários positivos dos usuários: "É lindo" e "adorável", são algumas das mensagens que podem ser lidas nas publicações.

Leia também...