Prefeitura de Itupeva estuda parceria para execução do projeto ‘Cidadania Itinerante’



Apresentação do projeto ocorreu durante reunião realizada no Paço Municipal



O prefeito Marcão Marchi, acompanhado da secretária interina de Desenvolvimento Social, Caroline Palamarczuk, recebeu, na tarde desta segunda-feira (27), no Paço Municipal, a visita do executivo público, Haroldo Tani, que atua na Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, além do assessor de políticas de Direitos Humanos da Prefeitura de Jundiaí, Paulo Fernando de Almeida.

Durante o encontro, o chefe do Executivo Municipal teve acesso ao projeto ‘Cidadania Itinerante’, que consiste em proporcionar à população serviços na área de cidadania e direitos humanos, de maneira gratuita. Essa iniciativa também tem por objetivo atender regiões de alta vulnerabilidade social.

O projeto em questão foi recém-lançado pelo Governo do Estado de São Paulo e está sendo implementado nos municípios paulistas. A proposta está sendo estudada pelas cidades que integram a Região Metropolitana de Jundiaí, dentre elas, Itupeva.

A ideia é oferecer acesso aos serviços para a população onde ela está, de maneira gratuita, incluindo pedidos de emissão (2ª vias de certidões de Nascimento, casamento, óbito, atestado de antecedentes criminais, pedido de emissão de Carteira de Trabalho Digital, entrada de Seguro Desemprego, 2ª via de CPF, 2ª via de contas de água e luz), elaboração de currículo, atendimentos e orientações.

A Prefeitura de Itupeva, juntamente com a Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania está em tratativas para definir datas e locais desta ação na cidade. “Essa iniciativa será muito importante em Itupeva, pois beneficiará a população onde ela está. Além do que, fortalecerá o acesso aos serviços já ofertados pelo município”, disse Marcão Marchi.

De acordo com Haroldo Tani, a Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania disponibiliza para a execução deste projeto um ônibus totalmente equipado, com computadores, acesso à Internet e mobiliário para atendimento. “Já os serviços são ofertados das 10 às 17 horas para toda à população”, detalhou.

Em breve, novas informações sobre a possível parceria e execução do projeto serão divulgadas pela Prefeitura. “A reunião foi muito produtiva, pois estreitamos, ainda mais, a relação com a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, visando à concretização deste projeto no município”, concluiu a secretária interina de Desenvolvimento Social, Caroline Palamarczuk.