Mãe pitbull se aproxima das pessoas e implora para ajudar a salvar seus filhotes

 Ela está com pressa para salvar o filhote. Conheça a história deste incrível pit bull. Todos os dias muitos animais de estimação são abandonados em todo o mundo. No Brasil, estima-se que existam 20 milhões de cães nas ruas. Nos EUA, o número é menor, mas significativo: 4 milhões de cães são deixados nas ruas a cada ano e um terço deles é sacrificado. As políticas de saúde pública implementadas na maioria dos estados apoiam a extinção. Na maioria dos abrigos dos EUA, os filhotes retirados da rua são sacrificados 72 horas após o resgate se nenhum tutor ou nova família adotiva for encontrado. Algumas ONGs acolhem animais para minimizar as consequências dessa política de abate. Um abrigo dos EUA está tentando aliviar a situação: o Centro de Resgate Villa Lobos em Agua Dulce, Califórnia (mas tem abrigos em vários outros estados) é especializado em pit bulls abandonados, maltratados ou negligenciados por seus donos. 


O trabalho de Villalobos, maior centro de resgate de pit bulls dos Estados Unidos, foi tema de um reality show no país, exibido pela Animal Planet TV: "Pit Bulls and Parolees". O espetáculo conta a história do cotidiano de um abrigo criado por Tia Maria Torres, que conta com o apoio de ex-presidiários para resgatar, acolher e tratar os cães. Um episódio do reality show que vai ao ar nos EUA desde 2009 conta a história de Mama Pitbull, a cadela que foi flagrada vagando pelas ruas de Nova Orleans, Louisiana. Moradores da área entraram em contato com Villalobos, que chamou equipes de resgate. Centros de resgate foram alertados de que um buldogue com uma ninhada de recém-nascidos (ou prestes a dar à luz) estava vagando por uma favela da cidade. Por ser um buldogue, ninguém teve coragem de abordá-lo para descobrir o que estava acontecendo. 

Um grupo deslocou-se para a área informada e começou a procurar cães. Não há necessidade de investigar muito: em poucos minutos, um cão muito pobre observou os voluntários e se aproximou deles pessoalmente. Ninguém na área sabe se o animal tem uma família. A julgar pela teta da cadela, ela deu à luz há três ou quatro dias. Ela estava farta de leite e foi terrivelmente abusada e negligenciada. Mas o mais impressionante é que o cachorro, chamado Mama (mamãe), recorreu aos socorristas para obter ajuda. Os voluntários da equipe não tinham ideia do que esperar. A partir do momento em que descobriram o estado da cadela pit bull, eles se preocuparam com o que aconteceria com os filhotes. Mas eles não sabem por onde começar a procurar. 

Mas o cachorro precisa salvar o filhote. Membros da equipe de resgate amarraram o cinto da mãe e os guiaram a alguns metros de distância até onde ela morava. Não posso dizer o suficiente sobre este lugar para ter uma aparência acolhedora. Um dos socorristas, chamado Matt, bateu na porta da residência. Um homem que atendeu o telefone viu sua mãe com um grupo de pessoas que disseram que ela era o cachorro de seu colega de trabalho, mas ele estava preso. Esta pessoa não é muito cooperativa.

Ele apenas disse que precisava se livrar do cachorro e que o filhote tinha que estar “em algum lugar próximo”, mas não permitiu que o grupo entrasse na casa. 

Apenas algumas horas depois, os socorristas de Villalobos, já com uma ordem de execução, conseguiram entrar na casa. Após a papelada, eles finalmente conseguiram reunir a mãe e cinco cachorrinhos adoráveis. O cão é muito grato aos socorristas. Quando finalmente conseguiu se aproximar dos filhotes, não sabia se os alimentava, os mostrava à equipe ou lambia as mãos dos voluntários para agradecer. Apesar do abuso e negligência, a mãe acabou sendo levada para um abrigo onde estava segura com os filhotes, que estavam com problemas de saúde, mas depois de alguns dias de comida, atenção e conforto, ela conseguiu se recuperar. O final do episódio "Bulldog and the Parolee" relata que o cachorro e cinco filhotes estão bem e se recuperando do trauma de desnutrição e abuso. As mamas serão esterilizadas imediatamente após o período de amamentação. Todos tiveram que ser adotados, aos cuidados de Villalobos.


Leia também...