Conheça a Santa Bakhita, a primeira santa africana e a Irmã Universal



O Canal Angelini entrevista o Padre Caetano Rizzi, atual pároco na Paróquia de Jesus Crucificado, em Santos, que participou da criação do Tribunal Diocesano de Santos e dos processos de investigação de milagres da Beata Josephina Bakhita e de Madre Teresa de Calcutá, canonizadas por São João Paulo II e Papa Francisco, respectivamente

“A Santa Josephina Bakhita é a primeira santa africana, teve uma vida muito difícil e sofrida. Foi escrava e sofreu muito. Era benevolente e teve sua dedicação religiosa, por mais de 50 anos, reconhecida pela igreja. Bakhita começou a operar milagres. O padre Caetano Rizzi conta em detalhes essa história, até o reconhecimento de um milagre em Santos, essencial para o processo de beatificação (17/05/1992) e canonização de Bakhita (01/10/2000). Foi a cura milagrosa de Eva Tobias da Costa, moradora de Santos, que recorrera à Bakhita pedindo intercessão (em 1982) pelas feridas nas pernas que tinha há 12 anos”, explica Cris Angelini.

É uma história comovente e um exemplo de humildade e de fé. É aclamada como a Irmã Universal pela ternura do olhar, a escravidão e o sofrimento pelo qual passou. 

O programa “Santa Josephina Bakhita, a Irmã Universal”, com Padre Caetano Rizzi estreia dia 16 de junho, no YouTube e como podcast no Spotify. 

Leia também...