Tempo seco e baixa umidade do ar agravam quadro de pacientes com asma

Lembrado toda primeira terça-feira do mês de maio, o Dia Mundial de Combate à Asma procura aumentar a conscientização global sobre a doença respiratória, principalmente sobre como mantê-la controlada e as formas de prevenção.

Foto: Reprodução/Internet

asma brônquica afeta principalmente os brônquios, que são os canais por onde o ar passa para chegar aos pulmões. A doença faz com que essas vias fiquem inflamadas, inchadas e produzam muco, ou secreção extra. Esse quadro pode causar dificuldade para respirar, falta de ar e tosse.

Segundo o pneumologista e professor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Ericson Bagatin, estações como outono e inverno podem piorar o quadro de asma do paciente. “O aparelho respiratório é muito sensível, porque precisa de uma boa umidade e temperatura amena para se manter sem problemas. Nesta época do ano, o ar está seco e a umidade relativa do ar fica muito baixa, além do aumento de poluição… Esses fatores podem agravar o quadro de asma brônquica”, explica.

Foto: Arquivo Pessoal

O pneumologista dá dicas para amenizar os sintomas durante o outono e o inverno. “De maneira geral, é necessário manter-se bem hidratado e manter uma boa umidificação do ambiente (que pode ser melhorada com uma bacia de água ou toalha umedecida). Outro fator importante é manter o controle do ambiente doméstico, deixando o ambiente com boa ventilação e evitando cheiros fortes de produtos de limpeza ou poeira”, aconselha.

(Fonte: TVTEC Jundiaí/Imagens: Reprodução/Internet e Arquivo Pessoal)