Presidente da Câmara aciona Promotoria de Justiça por violência nas escolas estaduais



O presidente da Câmara de Itupeva, Jota Júnior, esteve no Fórum nesta segunda-feira (09/05), onde se reuniu com a promotora de Justiça, Dra. Larissa Negri Costa Beserra, para falar sobre a violência envolvendo alunos das escolas estaduais no município.

O presidente explicou que vários casos já ocorreram no município e tanto as Polícia Militar quanto a Guarda Civil Municipal, assim como Conselho Tutelar, já foram alertados. A última briga ocorreu na sexta-feira (06), quando um dos alunos envolvidos chegou a ficar desacordado e precisou ser socorrido por uma ambulância na escola Padre José de Anchieta.

Acredito que temos que fazer o que está ao nosso alcance para resolver essa situação, então além de contato com o Executivo e com as forças de segurança, tomei agora a iniciativa de noticiar o Ministério Público por meio da Promotoria, para que possamos unir forças para que esse tipo de violência não ocorra, que os pais tenham tranquilidade para que seus filhos frequentem as aulas em segurança”, destacou o presidente Jota Júnior, apontando que há um distanciamento do Estado nas escolas estaduais.

A Drª Larissa explicou que já instaurou um inquérito civil para apurar a situação das escolas de Itupeva, na questão de falta de funcionários e de vagas, e que o relato da violência também já está sendo incluído.

A promotora também ressaltou a importância de que as autoridades trabalhem juntas com as cobranças devidas para que a situação seja resolvida.

No início de abril, o presidente recebeu a Capitã da 2ª Cia do 11º Batalhão da Polícia Militar do Interior, Débora Drezza, responsável pelo Pelotão da PM de Itupeva, além do Vetor Oeste de Jundiaí e de Cabreúva, para falar sobre segurança e, principalmente, para tratar das brigas que já estavam acontecendo nas escolas estaduais.