O que se sabe sobre o caso do homem morto com gás pela polícia



Após oficiais matarem um homem em uma abordagem policial, provocando reação indignada da sociedade nas redes sociais, a direção da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou uma nota alegando ter usado “técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo” durante a ação. Confira nota abaixo.

A tal técnica, que está sendo chamada de "câmara de gás" nas redes consiste em colocar uma pessoa presa no porta-malas da viatura da PRF e jogar gás dentro.

Foi isso que os oficiais fizeram nesta quarta-feira (25), cidade de Umbaúba, no litoral sul de Sergipe.

Moradores da cidade flagraram uma abordagem policial que resultou em morte de um cidadão. O vídeo gravado pelos moradores mostra o homem no chão, sendo colocado no porta-malas da viatura e, por fim, sendo sufocado pelos policiais.

O homem morto pelos policiais rodoviários federais foi identificado como Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, pelo portal G1. O sobrinho da vítima, Wallyson de Jesus, presenciou a situação e afirmou que o tio tinha um transtorno mental.

“Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, relatou Wallyson.

Segundo familiares, a vítima tinha esquizofrenia e tomava remédios controlados havia cerca de 20 anos.

“Eu vivo com ele há 17 anos, ele tem 20 anos que tem o problema dele. Nunca agrediu ninguém, nunca fez nada de errado. Sempre fazendo as coisas pelo certo. E num momento desses pegaram ele e fizeram o que fizeram”, disse Maria Fabiana em entrevista.


Câmara de gás


Durante o Holocausto, câmaras de gás foram projetadas como parte da política nazista de genocídio contra judeus. Os nazistas também tinham como alvo ciganos, homossexuais, deficientes físicos e mentais, intelectuais e do clero. A estratégia foi usada para matar milhões de pessoas entre 1941 e 1945.


Leia a íntegra da nota da PF:


A Polícia Federal instaurou inquérito policial para investigar as circunstâncias da morte GENIVALDO DE JESUS SANTOS, no município de Umbaúba, região sul do estado de Sergipe

O fato ocorreu na tarde desta quarta-feira (25/5), durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 101..

Diligências acerca do caso já foram iniciadas e a PF trabalha para esclarecer o ocorrido o mais breve possível.

Leia a íntegra da nota da PRF:

“Na data de hoje, 25 de maio de 2022, durante ação policial na BR-101, em Umbaúba-SE, um homem de 38 anos resistiu ativamente a uma abordagem de uma equipe PRF. Em razão da sua agressividade, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Umbaúba.

Durante o deslocamento, o abordado veio a passar mal e socorrido de imediato ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito.

A equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe lamenta o ocorrido e informa que foi aberto procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos”.

Leia também...