Noivos dizem que padre não deu benção final no casamento porque cachorros levaram as alianças

 

Reprodução UOL / Arquivo pessoal

Um padre de Nova Olinda, no Ceará, se recusou a dar a benção final em um casamento que celebrava depois que dois cães entraram com as alianças. A cerimônia ocorreu no sábado (14).

Brenda Jamili, de 18 anos, é a noiva que passou pela situação e contou ao UOL que sentiu muita tristeza com a reação do padre. "Isso é o cúmulo, dois animais entrando na igreja com as alianças. É inadmissível", teria dito ele.

Brenda disse que após os cães entrarem, o padre encerrou o casamento sem a benção final, que eles apenas assinaram o livro e o religioso deu as costas. "Nos sentimos envergonhados, fracos, não tivemos ação nem de reagir na hora", disse.

Reprodução UOL / Arquivo pessoal

Reprodução UOL / Arquivo pessoal





De acordo com o que relatou ao UOL, Brenda e o marido, Eliwelton Silva, são membros do Instituto Lilica, que acolhe animais de rua e os encaminha para adoção, e o casal tinha autorização prévia da secretaria paroquial para levar os cães.

Os cães Pipoca e Scooby, inclusive, foram resgatados pela ONG e acabaram adotados pelo casal. Eles entraram de coleira, sendo guiados por parentes dos noivos e estavam até usando roupas black-tie. Os dois cães sofrem com deficiências por maus tratos - Pipoca é cega e Scooby só anda com três patas.

O Instituto Lilica divulgou uma nota sobre o ocorrido e a diocese do Crato disse que faria uma reunião com o bispo e o Colégio de Consultores para tratar do assunto.

Leia também...