Mulher é condenada à prisão perpétua após prender e matar marido enquanto trocava mensagens com amante

 

Reprodução Facebook

Uma mulher de 25 anos foi condenada à prisão perpétua após amarrar e estrangular o namorado enquanto trocava mensagens de teor sexual com o amante.

De acordo com informações do Extra, Charlotte Dootson foi julgada na última terça (24/05) e terá que cumprir pena de 22 anos antes que tenha direito a pedir liberdade condicional.

O crime ocorreu em 30 de agosto do ano passado, quando a polícia atendeu a um chamado e encontrou a vítima, Mohammed "Amin" Mukhtar, de 53 anos, amarrado pelos pés, pelas mãos e pelo pescoço. A mulher já havia sido detida por denúncias de violência doméstica em três ocasiões.

Nos casos anteriores, Amin chegou a mentir para proteger a parceira e não quis apresentar denúncia. 





"Cada um de nós está atormentado com o pensamento do que Amin sofreu nos momentos finais antes de sua morte. Foi pura maldade e insensibilidade. Amin era um cara tímido, ele era muito quieto e gentil. Ele não machucaria ninguém e não merecia o que você fez com ele. Nós nunca podemos perdoá-la pelo que você fez e por tirar um cara tão amado e genuíno de todos nós. Nossos corações estão partidos" disse Fozia, irmã da vítima, em audiência, da qual participava por vídeoconferência. 

A resposta de Charlotte foi sorrir para a câmera com os dois polegares para cima, em sinal de positivo.

A matéria não traz informações sobre a identidade do amante ou se ele teve alguma relação com o crime.

Leia também...