Homem deixa família para viver com ucraniana que abrigou em sua casa



Mundo – O britânico Tony Garnett, de 29 anos, e sua então esposa, Lorna, de 28, abrigaram em sua casa uma refugiada que conseguiu escapar da guerra da Ucrânia. Com dois filhos, o casal, que mora em Bradford (Inglaterra), se separou dez dias após receber Sofiia Karkadym, de 22 anos. O marido pediu o divórcio e formou um novo casal com a refugiada. As informações são do jornal Daily Mail. 

Sofiia, que fugiu da cidade ucraniana de Lviv, conta que o sentimento foi recíproco: “Assim que o vi, fiquei interessada nele. Foi muito rápido, mas esta é a nossa história de amor. Eu sei que as pessoas vão pensar mal de mim, mas acontece. Eu podia ver o quão infeliz Tony estava”.

Tony e Lorna preencheram o formulário do governo britânico se candidatando a receber refugiados. “Começou com um simples desejo meu de fazer a coisa certa e dar um teto a alguém necessitado, um homem ou uma mulher”, disse ele.

No entanto, Tony resolveu agir por conta própria, por achar que  o processo estava muito demorado. Ele conheceu a ucraniana no Facebook e lhe ofereceu abrigo.

Sofiia aceitou e viajou até Berlim, na Alemanha, de onde saiu após conseguir o visto para entrar no Reino Unido.

Leia também...