Gatos filhotes castrados se beneficiam de alimentos específicos para esta fase da vida



Cada vez mais, os gatos têm sido castrados ainda filhotes em decorrência da maior conscientização sobre os benefícios deste procedimento, seja vinda dos tutores ou de ONGs da causa animal. A castração, recomendada por médicos-veterinários, aumenta consideravelmente a expectativa de vida do pet, pois reduz as fugas em até 94%, diminuindo o envolvimento em brigas com outros gatos e também o contágio e a transmissão de doenças infectocontagiosas, além de ser a medida mais eficaz para evitar a reprodução indesejada e o crescimento da população de animais abandonados. Para as fêmeas, reduz o risco de tumores mamários, a ocorrência de infecções uterinas e a vocalização excessiva que ocorreria na época do cio; já nos machos, auxilia na redução dos comportamentos sexuais indesejados, como a demarcação de território com urina.

 

Mesmo sendo muito importante ao animal, a castração promove mudanças fisiológicas e comportamentais que favorecem o ganho excessivo de peso, o que pode ser facilmente evitado com uma nutrição adequada. Porém é comum os tutores continuarem com o alimento de filhote até o gatinho completar 1 ano de idade, quando se torna adulto.

 

Com a decisão de realizar a cirurgia nos gatos ainda filhotes, torna-se desejável que a partir dos seis meses de idade, seja oferecida uma alimentação especializada para esta situação, visto que as necessidades nutricionais dos filhotes, sejam eles castrados ou não, são diferentes dos gatos adultos. O mercado disponibiliza uma variedade de alimentos para gatos castrados adultos, mas raras opções para filhotes castrados. Mariana Fragoso, médica-veterinária da Adimax, uma das maiores fabricantes de alimentos para cães e gatos do Brasil, explica: “Por estarem em desenvolvimento, os filhotes têm necessidades nutricionais específicas. Seu organismo demanda mais proteína, energia e níveis adequados de vitaminas e minerais. E o ideal é ele receber um alimento que atenda às demandas de filhote, mas que tenha uma energia adaptada, levando em conta que a castração diminui a necessidade energética, mesmo nesta fase da vida. Embora entre 6 e 12 meses o filhote ainda esteja em desenvolvimento, o ritmo desse crescimento já diminui, e continuar com um alimento de filhote a partir de 6 meses em um filhote castrado pode levar a um ganho excessivo de peso, prejudicando a saúde do animal”.

 

Mariana ainda alerta que é primordial o tutor se atentar não só à dieta, mas também ao manejo e ao estilo de vida do animal: “Para obter o benefício desejado com relação à manutenção do peso, que é essencial após a castração, é importante o controle da quantidade de alimento oferecido, de acordo com a indicação presente nas embalagens ou recomendação do médico-veterinário. Além disso, estimular atividades físicas por meio de brincadeiras também colabora para a manutenção do peso e a saúde física e mental do felino”.

 

Pensando nas necessidades específicas dos gatos filhotes castrados, a Adimax reforçou o portfólio da família Fórmula Natural, sua marca Super Premium, com uma nova linha exclusiva para gatos, cujo destaque é o alimento para os animais nesta condição e fase da vida, atendendo uma demanda cada vez maior dos tutores, que ainda não contam com muitas opções para filhotes. A linha Fórmula Natural Gatos oferece também produtos para diferentes necessidades, sabores e fases da vida do animal: gatos filhotes, filhotes castrados, gatos adultos, adultos castrados, adultos castrados de pelo longo e gatos sênior 7+ castrados. Além das características individuais de cada produto Fórmula Natural Gatos, todos os alimentos da linha oferecem diversos benefícios à saúde do animal: contêm minerais balanceados que auxiliam no controle do pH urinário, favorecem a saúde intestinal, ajudam na formação de fezes mais firmes com menos odor, mantém a pelagem brilhante e sedosa e auxiliam na redução da formação de tártaro.