Espetáculo gratuito ‘A Roda’ será atração em Itupeva neste final de semana

 Espetáculo gratuito ‘A Roda’ será atração em Itupeva neste final de semana

Um final de semana de arte e cultura para a população de Itupeva. Assim, o espetáculo ‘A Roda’ será atração especial na cidade neste sábado (21) e domingo (22).

O projeto contemplado pelo Prêmio Proac Expresso Lab 2021, consiste em apresentações e acesso gratuito ao público, se utilizando da linguagem do palhaço e da improvisação, proporcionando a oportunidade de despertar os espectadores para o desenvolvimento de sua capacidade criativa e participativa, estimulando a espontaneidade e a imaginação.

A primeira apresentação será no sábado, 21 de maio, às 16 horas, no Complexo Esportivo Nei Marciano, que funciona na rua Felício Falco, próximo à Unidade de Saúde da Vila São João.

Já no domingo, 22 de maio, às 9 horas, a segunda apresentação ocorrerá no Parque da Cidade, localizado na avenida Emílio Chechinato, 706.

A secretária de Agricultura e Cultura, Valdirene Pavan, destacou a importância dessas apresentações no município. "Com muita felicidade recebemos esse projeto no município, levando a cultura para a população, principalmente em outros bairros da cidade. Além disso, este será o primeiro espetáculo apresentado no Complexo Esportivo Nei Marciano, na Vila São João, desde a sua inauguração no dia 30 de abril", afirmou.

Sinopse – Três palhaços anunciam um espetáculo de variedade artísticas, com músicas, poesias, mágicas e danças. Aos poucos, os curiosos se aproximam e, sem saber, estão formando o que será o verdadeiro espetáculo: ‘A Roda – Um espetáculo inacabado de artistas imperfeitos’.

Os palhaços Adão (Paulo Federal), Chabilson (Allan Benatti) e Dona Gema (Melissa Panzutti) são três artistas mambembes que apresentam números artísticos em uma roda de rua. Entre sucessos e fracasso, passeiam por várias formas de arte. Logo constatam que esse espetáculo precisa de mais artistas e, em busca de novos talentos, convidam o público a se expressar artisticamente. Passam então a instigar a plateia a experimentar esse abismo divino da expressão artística.

O risco, o momento presente, os prêmios, as vaias e a oportunidade de ser artista de si mesmo.

O caldeirão está formado! Entre artistas profissionais, de rua, ocasionais, artistas de banheiro ou simplesmente de “cara de pau” mesmo, os dois palhaços se lambuzam em talentos, simplicidade e espontaneidade dessas pessoas comuns, distantes de qualquer glória artística.

São esses os verdadeiros artistas, que surgem para nos ensinar tanto e fazer com que sempre aconteça mais uma Roda dos Artistas.

Público-alvo - O espetáculo é voltado para o público de todas as idades.

Leia também...