Cachorros são resgatados após serem abandonados em sacos de lixo


Dois filhotes foram comidos vivos por pulgas e vermes depois que eles e seis de seus irmãos foram enfiados em sacos de comida de cachorro e jogados em uma lixeira.
Nicole Olsen e sua filha Harper, de seis anos, descobriram os filhotes de cinco semanas por acaso em uma parada de descanso remota entre Wigley Flat e Kingston em Murray, no sul da Austrália.
Olsen e Harper estavam almoçando quando ouviram um gemido vindo de uma lixeira, que era de concreto por fora e metal por dentro.
A mulher chutou a tampa e encontrou dois sacos de 20 kg de comida de cachorro empilhados um em cima do outro com arame de cabide enrolado em torno dos fechos de correr para selá-los.



Olsen e Harper desenrolaram o fio e ficaram chocados ao descobrir oito filhotes de Kelpie Cross de cinco semanas de idade dentro.
Destes, dois cachorrinhos no fundo da bolsa inferior estavam flácidos, cobertos de vermes e pulgas.
A Sra. Olsen estava voltando de um evento familiar em Renmark para sua casa em Gawler e chamou membros da família em outros dois carros para ajudar a salvar os filhotes.
Familiares dividiram os filhotes entre três veículos e envolveram os dois caninos mais doentes em toalhas e os esfregaram para mantê-los conscientes.



Uma vez em casa em Gawler, a RSPCA South Australia recolheu os filhotes e os levou às pressas para uma clínica veterinária.
Mas um dos filhotes gravemente doentes morreu em trânsito, enquanto o outro filhote no fundo da bolsa foi sacrificado porque estava muito doente.
Os seis filhotes restantes, três fêmeas e três machos, estavam todos infestados de pulgas e desidratados, mas espera-se que se recuperem totalmente, apesar de sua provação chocante.
Os cuidadores adotivos da RSPCA SA estão cuidando dos seis sobreviventes em suas casas até que tenham idade suficiente para serem castrados e disponibilizados para adoção.
Nicole e sua família decidiram adotar Angel, porque, que ao contrário dos outros cães é o único cão vermelho e cheio de amor.