Jundiaí- Mais um pai é preso em flagrante por abusar sexualmente da própria filha


A Polícia Civil prendeu mais um pai por abusar sexualmente da filha. O caso ocorreu em Jundiaí e foi o segundo na Região na semana, com o primeiro levando para trás das grades um adulto que estuprou a filha autista de apenas 8 anos, em Itatiba.

No caso mais recente, o pai chegou a dizer em depoimento que a filha, de 12 anos, é quem teria tocado em suas partes íntimas. Ele, então, teria “retribuído”, conforme afirmou, imaginando que a alegação fosse isentá-lo de culpa.

A menina, apurou a polícia, passou a residir com o pai após a separação dele com a mãe da menor. Esta, por sua vez, viveria com outra filha, mais velha, em Várzea Paulista.

Segundo relatou a menina, durante a madrugada, o pai se deitou com ela na cama e passou a tocar seu órgão genital. Para evitar que o abuso continuasse, disse que se trancou no banheiro e de lá enviou uma mensagem para a irmã pedindo socorro.

Somente de manhã a parente teria contatado o pai e dito que sabia o que ele tinha feito, dizendo que estava indo ao imóvel para levar a irmã embora. A mais velha também teria contado para a mãe, que a acompanhou até a casa do ex.

Elas foram até a delegacia e entregaram uma foto do acusado. Pouco tempo depois, ele foi preso e levado à unidade da Polícia Civil, onde afirmou que “retribuiu” o toque no órgão genital da própria filha.

Ele deve agora perder a guarda da menor e irá responder por estupro de vulnerável. O crime é previsto pelo artigo 217-A do Código Penal e estipula pena de até 15 anos de reclusão ao autor de “conjunção carnal” ou prática “de outro ato libidinoso com menor de 14 anos”.

De delegacia, ele foi encaminhado diretamente ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista para aguardar audiência de custódia. Se mantida sua prisão, não deve ser recolhido no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí, no bairro Tijuco Preto, já que a unidade não admite acusados de abuso sexual.

Fonte - #ImprensaPolicial