Exposição de brinquedos de origem indígena é atração em escola de Itupeva



A EMEFEI Vereador Laerte Retondo, que funciona no bairro Nova Monte Serrat, promoveu, ao longo do mês de abril, o projeto ‘Confecção de Brinquedos de Origem Indígena’, que resultou em uma exposição nas dependências da unidade escolar.

O trabalho em questão foi desenvolvido pela professora de Educação Física, Cibele Regina Hespanhol Grella, que executou o projeto com os alunos do Ensino Fundamental I – 2° e 3° anos - com apoio das professoras pedagogas, numa proposta interdisciplinar.

“O objetivo desta ação foi compartilhar conhecimento sobre a cultura indígena, além de despertar interesse e motivação na aprendizagem, através de uma estratégia lúdica”, explicou a professora Cibele.

Entre os brinquedos confeccionados pelas crianças, destaque para: peteca, pião, bilboquê, tambor, chocalho e pessoa-graveto. “Para a confecção desses brinquedos foram utilizadas garrafas pet, tampinhas de garrafa, palitos de sorvete e churrasco, lacres, papelão, palha de milho e gravetos”, descreveu.

A iniciativa também contou com a colaboração de pais e responsáveis que além de enviarem materiais recicláveis, também prestigiaram a exposição do projeto desenvolvido pelos seus filhos.

A exposição teve início nesta quinta-feira (28) e seguirá até sexta-feira (29), destinada exclusivamente aos pais e responsáveis dos alunos desta unidade escolar. “Para apreciar os trabalhos desenvolvidos pelos alunos, os pais e responsáveis podem comparecer nas dependências da escola no horário de saída das crianças”, comentou a diretora, Vanessa Mativi.

Suzane Gonçalves é mãe da pequena Jaqueline, de 7 anos, que estuda no 2° ano F. Ela afirmou que foi muito gratificante presenciar a exposição e também ficou contente por saber que sua filha está aprendendo sobre a cultura indígena na escola. “Isso contribui bastante para o desenvolvimento dela”, ressaltou.

Por sua vez, Jaqueline afirmou que o projeto foi bem divertido e confeccionou uma peteca. “Foi muito legal”, confirmou.

Marlene Oliveira Miranda é mãe da Ana Beatriz, de 7 anos, do 2° ano E. Ela ressaltou que o projeto é maravilhoso. “Afinal, ensina as crianças sobre a cultura indígena”, salientou.

Saiba mais – O projeto em questão também é alusivo ao Dia do Índio, celebrado em 19 de abril.