Curso auxilia empreendedores a iniciar processo administrativo de gestão financeira



Nesta segunda-feira (18), foi realizado o curso gratuito ‘Descomplique! Fluxo de Caixa’, parceria da Prefeitura de Itupeva com o Sebrae, a Associação Comercial e Industrial de Itupeva (ACE) e o Governo do Estado de São Paulo, no Fundo Social de Solidariedade.

A capacitação foi destinada, principalmente, para os moradores da cidade que possuem seu próprio negócio e para quem pretende começar a empreender. Participaram, no total, 15 alunos e o curso teve duração de 2 horas.

Foram ensinados sobre os principais controles financeiros e por que são importantes para os resultados dos negócios. Também foram realizados exercícios práticos para mapear entradas e saídas financeiras, além de proporcionar recomendações de organização de fluxo de caixa.

“Foi muito importante esse curso, pois o mesmo deu continuidade a diversas capacitações para mulheres empreendedoras do município. Essas qualificações também são imprescindíveis, principalmente neste período pós-pandemia. Afinal, os atendimentos presenciais estão sendo retomados e, com isso, a requalificação profissional e a busca por novos empreendedores e empreendedoras na cidade está muito alta”, afirmou o secretário de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, Pedro Neto. “Portanto, temos que aproveitar essa janela de oportunidades para capacitar, cada vez mais, as pessoas, a fim de que estejam preparadas para enfrentar o mercado profissional e os mercados empreendedores”, concluiu.

A empreendedora Simone Pinato, que participou do curso, ressaltou a importância do conhecimento e capacitação sobre fluxo de caixa e como é fundamental. “Gerir o fluxo é essencial dentro desta área, pois ao lidar com este segmento precisamos saber como é funcionamento da entrada e saída de dinheiro, bem como a maneira correta para direcioná-lo. Esse foi o norte que procurei através deste curso, principalmente neste momento pós-pandemia, que a retomada está ocorrendo gradativamente e precisamos saber como direcionar nossos clientes e o fluxo que é gerado, a partir dos custos e lucros”, comentou.

“Essa capacitação foi muito importante, pois verificou quais são os métodos de controle financeiro, tanto de entrada quanto de saída, a fim de administrar o capital de giro, que é uma das maiores dificuldades da micro e pequena empresa e, ainda, gerar lucro que paga o investimento. Portanto, o fluxo de caixa é a principal ferramenta para poder administrar o dinheiro de um pequeno negócio. As orientações compartilhadas nesta capacitação ajudam a iniciar um processo administrativo de gestão financeira”, explicou o analista de Negócios do Sebrae, Marcelo Duarte.