Casal é morto por vender coxinha mais barata que o concorrente

 


O casal de comerciantes, Laércio José Moreira (54) e Helena Maria da Costa Moreira (50), foi assassinado por, segundo apuração da Polícia Civil do Distrito Federal, vender coxinhas por quatro reais - um real mais barato que o concorrente.

O crime ocorreu no dia 11 deste mês em Ceilândia e tratado inicialmente como latrocínio. As investigações no entanto, apontam Hyago Lorran Franco (29) como principal suspeito. Segundo as informações, ele vendia salgados próximo a uma faculdade de Águas Claras. Recentemente, a vítima mudou o local de venda para perto de Hyago, o que teria gerado um desentendimento há cerca de um mês e meio.





O delegado Vander Braga, da 23ª DP, explicou que Laércio chegou a procurar Hyago para conversar, mas não houve acordo, com o encontro terminando com ameaças. 

Ainda segundo o delegado, na data do crime, Hyago, junto a outros três amigos de infância, foi até a casa do casal. Ele permaneceu no carro, enquanto que os três comparsas entraram na residência, renderam os dois moradores e os colocaram de joelhos, atirando contra a cabeça e o pescoço de ambos na sequência. As vítimas morreram abraçadas e os suspeitos levaram celulares, dinheiro e televisão.

Fonte: Sobral 24 horas