Brasileiro gasta cerca de 8% do salário mensal com pão branco



Se tem um lugar no mundo onde o pãozinho já virou item tradicional é na mesa dos brasileiros. Seja no café da manhã ou da tarde, ele sempre está lá - ou costumava estar. Sabendo disso, o CUPONATION, plataforma de descontos online, reuniu dados sobre o valor do pão branco no Brasil e no mundo. 


Atualmente, Rússia e Ucrânia são os maiores produtores de trigo em todo o globo, e com a guerra declarada entre as duas nações o custo de importação do produto cresceu mais de 30 % apenas nas primeiras duas semanas de conflito. Com isso, os brasileiros começaram a sentir o impacto na alimentação logo no mês seguinte, conforme divulgado pelo presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria do Trigo. 


Esse dado, em conjunto com o fato da inflação brasileira continuar subindo de forma exponencial em cima das mercadorias e o volume de desemprego por consequência da pandemia estão fazendo com que a população do Brasil “se vire nos 30” para conseguir manter essa tradição.


Uma pesquisa realizada no início deste ano pela Numbeo, companhia de estatísticas globais, registrou que o Brasil está entre as 50 nações que possuem a 500g de pão branco mais cara do mundo. De acordo com o ranking, nosso território aparece na 42ª posição, cobrando cerca de R$6,79 pela quantidade mencionada. Confira a lista completa no infográfico interativo do CUPONATION.


O pão branco tem uma média de 50g (UOL) por unidade produzida, o que significa que esse valor de R$6,79 seria distribuído em 10 pãezinhos brancos. Supondo que uma residência brasileira necessite dessa exata quantidade de pães por dia, durante um mês de 30 dias, teria que investir mais de R$203, ou 16,97% do salário mínimo brasileiro de R$1.200, segundo divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.


Apostando menos, o CUPONATION fez uma projeção em menores quantidades: caso essa família precise apenas de 5 pães brancos (250g) por dia,  pode-se dizer que essa porcentagem cairia para 8,49% da renda mensal -  assim como o valor da compra, que seria de quase R$102. 


De volta ao primeiro estudo, a Suíça é o país que ocupa a primeira posição da lista, em que os cidadãos precisam desembolsar R$15,53 pelas 10 unidades do alimento. Islândia e Noruega estacionam em segundo e terceiro lugares da lista, com os pães saindo a R$15,35 e R$14.91, respectivamente. Emirados Árabes Unidos é a nação que ocupa o 50º lugar.