Depressão: Saiba como cuidar da saúde mental do seu cachorro



Os bichos também podem ficar depressivos. No reino animal, esse quadro é conhecido como a síndrome de ansiedade da separação em animais (SASA) sendo definida por um conjunto de comportamentos manifestado pelos cães em resposta ao fato de terem sido deixados sozinhos ou afastados de seus tutores.

Segundo um estudo da Universidade de Helsinque, na Finlândia, que analisou 3.824 casos de 192 raças diferentes, a SASA afeta 17% dos cães. 

De modo a ajuda-los a não sofrer em demasia diante destas situações a Aromaterapia, (técnica criada em 1920 pelo químico francês na área de cosmética René-Maurice Gattefosse), é uma excelente opção para o tutor oferecer aos cães, segundo relatos da Zootecnista, Regina Herculano Pinto a indicação da aromaterapia é feita quando se quer alterar algum quadro comportamental. Podendo ser indicada também em casos de:

 

  • Ansiedade (quando o tutor viaja, vai trabalhar ou mudança de lar);
  • Medo (de pessoas, outros animais, fogos, trovoadas);
  • Latidos em excesso;
  • Agitação, entre outros sintomas.

 

Pensando no bem-estar dos animais, a Zootecnista e fundadora da marca Adoleta Diversão Pet, Regina Herculano, trabalha com a tecnologia de ponta única no Brasil — os brinquedos de aromaterapia para pets, o grande sucesso da marca. 

Linha Calming Aromadog, foi feita especialmente para cães, contém cinco brinquedos de pelúcias: a girafa, o cachorro, o elefante, o esquilo e o urso que utilizam propriedades dos óleos essenciais, mais especificamente, a essência de lavanda em sua composição. 

“Os animais que passaram por alguma situação de separação sejam de seus tutores, das mães ou de seus irmãos, muito cedo, tendem a ter uma predileção por pelúcias para se sentirem aconchegados e seguros”, comenta Regina Herculano.

Os itens da linha interativa da Adoleta também são uma ótima indicação para auxiliar no tratamento de cães com SASA, por dispor de itens que ajudam a promover a interação entre o tutor e seu pet, além de estimular o exercício do corpo, que acarreta gasto de energia acumulada pelo animal. 

A empreendedora finaliza informando que um fator determinante para que o cão dê preferência a um brinquedo é a associação que ele faz daquele item a momentos de felicidade e relaxamento: “alguns cães dão preferência para os brinquedos que os tutores usem mais para brincar com eles, e também a itens novos, toda novidade na rotina tende a ser o seu predileto durante determinado tempo”. 

A Adoleta Diversão Pet também investe em treinamentos para capacitação dos seus parceiros representantes e distribuidores, para que os donos de pets saibam exatamente qual brinquedo é feito para o seu melhor amigo, assim a diversão terá uma maior durabilidade.

 

Para mais informações acesse: adoletadiversaopet.com.br