Saiba quem é o ‘estilista’ que comprou órgãos humanos de brasileiros para fazer roupa

 

Manaus – O influenciador digital e designer de moda Arnold Putra, seria o receptor da mão e das placentas humanas que seriam traficadas para a Ásia, já causou polêmica ao supostamente usar coluna vertebral para produzir uma bolsa. O designer recebeu uma chuva de críticas na internet.

A peça custa cerca de R$ 26,5 mil, e foi lançada em 2016, na cidade de Los Angeles. Inclusive, ela faz parte de uma coleção que contém outros itens polêmicos, como uma jaqueta de couro com costelas humanas “anexadas artesanalmente”, segundo descrição da página By Arnold Putra no Instagram, com tiragem limitada de dez peças.

A página que comercializa as peças também mostra uma bolsa “com a coluna vertebral inteira de uma criança que teve osteoporose.” O influenciador disse que não é responsável pela página, e que apenas contribuiu com conteúdo.

O influenciador afirmou que conseguiu a coluna de forma ética, como excedente médico de uma fonte no Canadá.

Em sua página, no Instagram, é possível ver vária publicações bizarras de fotos de animais mortos e vídeos com o influenciador comendo morcego e preparando cachorro para comer.

Operação Plastina

Um funcionário da Universidade Federal do Amazonas (UEA) é investigado pela possível prática de crime de tráfico internacional de órgãos humanos. Conforme a Polícia Federal, o servidor enviou uma mão e placentas humanas do Laboratório de Anatomia da instituição e enviado para Singapura, na Ásia.


Fonte: https://portalcm7.com/noticias/policia/saiba-quem-e-o-estilista-do-satanas-que-comprou-orgaos-humanos-de-professor-da-uea/