Brigas em escolas estaduais de Itupeva viralizam na internet



Uma série de vídeos recebidos por nossa equipe de reportagem na tarde desta quinta-feira (24), no qual, mostram brigas de adolescentes em frente, nos arredores e até mesmo dentro das escolas estaduais na cidade de Itupeva.

Nas imagens mostram brigas no período diurno, onde adolescentes vão as vias de fato, enquanto a plateia formada por centenas, assiste, incentiva e grava a selvageria. 

Em um dos vídeos que recebemos a briga acontece dentro das dependências da escola, onde a inspetora, ao tentar separa a briga entre duas meninas acaba por ser agredida. Outra briga, entre dois rapazes, um com a camisa do Barcelona e outro com vestido de preto e com boné vermelho, virou meme na internet, onde um recorde do vídeo, enquanto o menino com a camisa do Barcelona batia no rapaz de roupa preta toca de fundo a funk “Deixa a porrada comer” de MC Buret e DJ Lemix.  

Uma série de vídeos recebidos por nossa equipe de reportagem na tarde desta quinta-feira (24), no qual, mostram brigas de adolescentes em frente, nos arredores e até mesmo dentro das escolas estaduais na cidade de Itupeva.

Nas imagens mostram brigas no período diurno, onde adolescentes vão as vias de fato, enquanto a plateia formada por centenas, assiste, incentiva e grava a selvageria. 

Em um dos vídeos que recebemos a briga acontece dentro das dependências da escola, onde a inspetora, ao tentar separa a briga entre duas meninas acaba por ser agredida. Outra briga, entre dois rapazes, um com a camisa do Barcelona e outro com vestido de preto e com boné vermelho, virou meme na internet, onde um recorde do vídeo, enquanto o menino com a camisa do Barcelona batia no rapaz de roupa preta toca de fundo a funk “Deixa a porrada comer” de MC Buret e DJ Lemix. 

A redação da Voz da Região recebeu áudios, no qual, uma mãe relatou as frequentes brigas nos colégios:  “Essa é a quarta briga da semana que eu tenho vídeo, uma tia (inspetora) foi separar no pátio e tomou murro na cara. Que isso gente!”

A mãe ainda questiona: “Essa é quarta briga da semana. Pelo amor de deus! Aonde a gente tem que ir para resolver isso? Até morrer algum adolescente ou acontecer alguma coisa, que está acontecendo, na porta da escola, dentro da sala de aula, do pátio da escola, é uma briga atrás da outra que chega até a bater na tia (inspetora).”.  

Um morador que mora nas proximidades de uma das escolas, localizada no bairro Santa Fé, que entrou em contato com a nossa equipe e encaminhou uma série de vídeos de briga, relatou que os encontros para as brigas são constantes desde que a entrada e saída de estudantes, que agora fica na rua Antônio Tosi. Além das constates agressões, ele reclamou dos transtornos que acontece na via desde a mudança, como na mobilidade urbana, afetada nos horários de entrada e saída dos estudantes, levando em consideração de que a rua não tem saída e que não existe demarcação e nem espaço físico para que os ônibus escolares encostem para o embarque dos alunos, assim quem utiliza esse tipo de transporte embarca com o veículo no meio da via. 

Nossa equipe entrou em contato com a Guarda Municipal que informou fazer rondas nas entradas e saídas das escolas nos horários de entrada e saída dos três períodos, visando evitar os confrontos de alunos.