Rapaz doa rim para sua sogra e um mês depois "descobre traição" e noiva se casa com outro



Por meio do TikTok, Uziel Martínez contou como foi que, apesar de doar um rim para sua sogra, sua namorada terminou o relacionamento entre eles e se casou com outro homem um mês após o transplante.

“Doei um rim para a mãe dele, ela me deixou e se casou há um mês”, escreveu Martínez no vídeo que publicou em seu perfil na rede social.

O vídeo, que foi compartilhado na sexta-feira, 7 de janeiro de 2022, se tornou viral e ultrapassou 16 milhões de visualizações cinco dias depois.

Martínez é professor de San Quintín, em Baja California, México. O homem aderiu a uma tendência do TikTok, na qual os usuários relatam alguns sacrifícios que fizeram pelo amor que tinham por seus parceiros, mas que infelizmente não foram apreciados na época, escreveu o El Confidencial.Embora não sejam amais migos, o homem não guarda rancor

@uziel.ms #desamor #medejo #novios #girlfriend #fakelove #2022 #fyp #parati ♬ favourite crime austin city limits - zoe (taylor’s version)

“Estou bem, estou bem emocionalmente, acho que ela também. Não tenho nada contra ela, estamos em boas condições. Não somos amigos, mas também não nos odiamos”

“Eu só fiz isso para fazer um TikTok. Não achei que isso fosse sair do controle", admitiu.

"Se você tivesse feito isso pela minha mãe, eu teria me casado com você, teria te apoiado e dedicado o resto da minha vida a te fazer feliz", escreveu um usuário da rede social para incentivar o jovem mexicano.

É importante destacar que Uziel Martínez assegurou que não sofre nenhum tipo de problema de saúde e que sua vida está se desenvolvendo atualmente com "total normalidade".

Alguns usuários pediram para ele "não fazer isso de novo". No entanto, Martínez destacou que é impossível repetir a operação.

"Só temos dois rins e se eu já dei um, só tenho outro para mim, então... não consigo sentir", disse ele.

Doação de rim: como é a vida do doador?


Quem pode doar os rins? 

A doação do rim pode vir de 2 diferentes formas. Saiba mais logo abaixo! 
 
Doador vivo: pessoas maiores de idade, com o mesmo tipo sanguíneo, compatibilidade imunológica com o receptor e boas condições de saúde. É preciso declarar espontaneamente a vontade de doar. 

Doador cadáver: pessoas em morte cerebral, sem doenças transmissíveis, com compatibilidade para com o receptor. 
 

Vida pós-transplante 
 
Como é a vida de quem doa rim? Ela é mais comum do que você pode imaginar! Viver com um único rim é possível e não há comprometimento da vida e da saúde, desde que, o outro rim continue saudável. 
 

Para tanto, sempre orientamos o acompanhamento frequente junto ao seu nefrologista. Além disso, o acompanhamento psicoterapêutico também é bastante benéfico ao doador. 

 
Quem doa rim pode beber? 
 
O doador do rim pode consumir álcool, desde que haja moderação. O consumo excessivo de bebidas alcóolicas pode ser perigoso para o doador e o receptor do órgão. Já que, ele eleva a pressão sanguínea (fator de risco para doenças renais). 

 

 Quem doa rim pode engravidar? 

As mulheres que doam o rim podem engravidar normalmente (não haverá nenhum impedimento). Porém, é importante estar atenta a pressão arterial, buscar evitar a pré-eclâmpsia, diminuir e controlar ao máximo fatores de risco como a diabetes, obesidade, etc.

Quem doa rim precisa tomar remédio? 
 

No momento anterior ao transplante é preciso realizar diversos exames. É necessário manter a saúde em dia antes, durante e depois do procedimento.  

Logo após a cirurgia serão receitados remédios para dor e alívio de qualquer desconforto.  

Em seguida, não será preciso medicação contínua. Por outro lado, é essencial cuidar da dieta e da ingestão hídrica, realizar acompanhamento anual para entender se o rim que ficou permanece bem. Se houver algum problema, então a equipe médica irá avaliar a necessidade da medicação. 

Quem doa rim tem vida normal?
 

Por fim, reforçamos, quem doa rim tem sim uma vida normal! Em termos clínicos, basicamente, o rim que fica passa a cumprir o papel do que foi doado. 

É preciso tomar alguns cuidados com a saúde, porém, esta medida é necessária para toda e qualquer pessoa (doadora ou não). 

Portanto, informe-se sobre o procedimento com sua equipe médica, converse com sua família, tenha em mente o quão importante são essas atitudes!  

Postar um comentário

0 Comentários