Empresário viaja para a África para encontrar mulher que conheceu online e acabou sendo sequestrado



Claudio Formenton, empresário italiano, viveu dias de terror, pois acabou sendo sequestrado no último dia 27 de novembro após uma viagem que fez à Costa do Marfim, onde uma mulher que conheceu na Internet o esperava.

A princípio, Formenton disse à família que viajaria uma semana para trabalhar em uma comunidade missionária na cidade de Abidjan, durante suas férias.

Tudo parecia normal, até que ele chegou ao aeroporto. Era lá que um taxista o esperava com uma placa com seu nome, e ele foi sequestrado posteriormente.


O sequestro do empresário


Foram três dias em que estranhos o mantiveram escondido em vários lugares, sendo o hotel Bonoua o último deles. Até os sequestradores exigiram resgate de sua família, mas tudo foi deixado para trás, pois a polícia interveio em seu telefone e conseguiu localizá-lo vivo.

Os promotores acreditam que a mulher que Formenton ia visitar - e que supostamente se chamava Olivia Martens - serviu de isca para que o objetivo dos criminosos fosse cumprido, já que a mulher havia pedido ajuda financeira ao empresário.

Após descobrir seu paradeiro, a polícia providenciou um voo para o empresário, que retornou à Itália estável, embora ainda afetado emocionalmente pelo episódio violento que viveu.

Sobre a viagem, Stefano Marrone, advogado da vítima, explicou que "ele (Formenton) estava em contato com missionários locais. Há anos faz trabalho voluntário em favor das populações dos países pobres, especialmente da África".

"Ele é alguém que faz tudo o que pode pelos outros, sempre pronto para ajudar a todos. Ele tem um forte apego à religião. Ele foi alvo de um sequestro repentino, que felizmente foi resolvido sem consequências", acrescentou o advogado.

Postar um comentário

0 Comentários